15/10/2019 às 18h07min - Atualizada em 15/10/2019 às 18h07min

Atacado pela PF de Bolsonaro, Bivar deve destituir Flávio e Eduardo dos comandos do PSL

Em meio à guerra interna no PSL, cujo capítulo mais recente foi a batida da Polícia Federal em sua casa, o presidente da legenda, Luciano Bivar, planeja destituir o senador Flávio Bolsonaro e o deputado Eduardo Bolsonaro do comando regional do partido. Substitutos já estão escolhidos.

O presidente do PSL, Luciano Bivar, planeja destituir do comando regional da sigla, em São Paulo e no Rio de Janeiro, o senador Flávio Bolsonaro e o deputado federal Eduardo Bolsonaro, ambos filhos de Jair Bolsonaro, que sairá do partido.

A ação pode ser uma retaliação ao ataque da PF contra Bivar nesta terça-feira (15), apesar de parlamentares afirmarem que o posicionamento do presidente da sigla já estava definido antes da ação da PF.

Segundo o artigo 72 do estatuto do PSL, cabe ao presidente do partido “promover ato de dissolução dos diretórios e comissões provisórias nos Estados ou municípios, nos termos do estatuto em conjunto com a maioria da executiva nacional”.

Para a vaga de Flávio Bolsonaro no comando do Rio de Janeiro, o deputado federal Sargento Gurgel deve ser escolhido. Em São Paulo, no lugar de Eduardo, o deputado Junior Bozella poderá assumir.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp