21/06/2020 às 10h44min - Atualizada em 21/06/2020 às 10h44min

Bolsonaro quer turbinar centrão com cargos para se blindar após agravamento do caso Queiroz

Jair Bolsonaro passou a prometer mais cargos depois da prisão de Fabrício Queiroz, tesoureiro da família no caso da rachadinha.

Desmoralizado por ajudar a esconder Fabrício Queiroz e por facilitar a fuga de Abraham Weintraub, Jair Bolsonaro (Sem Partido) deve se atirar nos braços do centrão.

“Na quinta-feira (18), mesmo dia em que o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) foi preso, o presidente promoveu um almoço com deputados e disse que pretende fazer reuniões frequentes com integrantes do Congresso”, aponta reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

“Em outra frente, auxiliares palacianos dizem que o presidente sinalizou que novos indicados do centrão devem ser nomeados para cargos de segundo e terceiro escalões nos próximos dias, na tentativa de assegurar o apoio das siglas que compõem o grupo em um momento de fragilidade do governo”, aponta ainda os jornalistas, que lembram que o apoio do centrão é volátil.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp