09/06/2020 às 18h24min - Atualizada em 09/06/2020 às 18h24min

MP defende unir provas do STF às ações contra chapa de Bolsonaro no TSE

Vice-procurador-geral eleitoral afirma que informações apuradas no inquérito das fake news tocado no STF devem ser compartilhadas com o TSE.

A Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE) entregou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira (9) um parecer favorável ao compartilhamento de provas do inquérito das fake news, tocado no Supremo Tribunal Federal (STF), com as Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJEs) movidas pelo PT no TSE relativas a irregularidades na campanha de 2018 cometidas pela chapa composta por Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão.

“O Ministério Público Eleitoral manifesta-se pelo deferimento do pedido de compartilhamento de provas relativo ao Inquérito nº 4781/DF, e pelo indeferimento do requerimento de expedição de ofício à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito no mesmo sentido”, escreveu o vice-procurador-geral eleitoral, Renato Brill de Góes. Duas das AIJEs começarão a ser julgadas ainda nesta terça-feira.

A defesa de Jair Bolsonaro (Sem Partido) enviou na sexta-feira (5) pedido ao TSE para que o inquérito responsável por investigar a divulgação e o financiamento das fake news, aberto pelo STF, não seja incluído no processo que analisará a cassação da chapa do mandatário do país e de Mourão (PRTB).

O TSE vai retomar o julgamento das duas Aijes nesta terça-feira (9), a partir das 19h. Apresentadas pelos também candidatos naquela eleição Marina Silva (REDE) e Guilherme Boulos (PSOL), ambas as ações apontam uso de hackers em grupos de Facebook para beneficiar os dois na campanha presidencial de 2018.

As ações foram feitas contra a página “Mulheres Unidas contra Bolsonaro”, que foi invadida e teve o conteúdo alterado para parecer ser de apoio ao atual chefe do Executivo. Em seguida à invasão, o próprio Bolsonaro publicou, em seu Twitter, uma mensagem de agradecimento ao “apoio”.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp