05/06/2020 às 19h55min - Atualizada em 05/06/2020 às 19h55min

Bolsonaro está cada vez mais perto de enfrentar acusação de genocídio, diz jurista Silvio Almeida

“Abandonado por quem fantasiosamente considerava ser seu maior aliado, o governo brasileiro vê cada vez mais próxima a possibilidade de, no futuro, enfrentar uma acusação de genocídio”, aponta o professor e jurista Silvio Almeida.

Silvio Almeida, professor de Direito da Universidade de São Paulo (USP) e do Mackenzie, e atualmente professor convidado na Universidade de Duke, na Carolina do Norte, comentou a declaração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que afirmou nesta sexta-feira (5) que o país salvou ao menos 1 milhão de vidas na pandemia do novo coronavírus e indicou que, caso tivesse seguido o caminho do governo brasileiro, liderado por Jair Bolsonaro (Sem Partido), o número de mortes poderia ser muito maior.

“Abandonado por quem fantasiosamente considerava ser seu maior aliado, o governo brasileiro vê cada vez mais próxima a possibilidade de, no futuro, enfrentar uma acusação de genocídio”, aponta o professor.

A Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) denunciou Bolsonaro junto ao Tribunal Penal Internacional (TPI) em Haia, na Holanda, pela prática de crime contra a humanidade na condução da resposta do governo brasileiro à pandemia de coronavírus.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp