03/06/2020 às 10h59min - Atualizada em 03/06/2020 às 10h59min

Indicado do Centrão para Banco do Nordeste é suspeito de irregularidades na Casa da Moeda

Auditores atribuem a Alexandre Cabral “possível ato de gestão temerária” na presidência da Casa da Moeda e o descrevem como um dos “potenciais responsáveis” por prejuízos em contratos firmados durante sua gestão.

O novo presidente do Banco do Nordeste, Alexandre Borges Cabral, indicado pelo Centrão para ocupar o cargo, é um dos alvos de uma apuração conduzida pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para apurar suspeitas de irregularidades em contratações feitas pela Casa da Moeda durante sua gestão à frente da estatal, em 2018. O prejuízo é estimado em ao menos R$ 2,2 bilhões. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo.

Auditores atribuem a Alexandre Cabral “possível ato de gestão temerária” na presidência da Casa da Moeda e o descrevem como um dos “potenciais responsáveis” por prejuízos em contratos firmados durante sua gestão.

Cabral tomou posse como presidente do banco na manhã da terça-feira (2), após ser eleito pelo Conselho de Administração na segunda-feira (1°).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp