01/06/2020 às 22h46min - Atualizada em 01/06/2020 às 22h46min

“Generais do governo não representam Forças Armadas, que não apoiam ruptura”, diz Maia

“Um ministro que é general da reserva, ou ainda está na ativa e vira ministro de um governo, ele não representa as Forças Armadas. Elas [as Forças Armadas] representam o Estado brasileiro”, disse Maia.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), afirmou que generais que estão no governo de Jair Bolsonaro (Sem Partido) não representam as Forças Armadas. A declaração de Maia foi feita ao jornalista Tales Faria, no Portal UOL em entrevista na tarde desta segunda-feira (1°).

“Um ministro que é general da reserva, ou ainda está na ativa e vira ministro de um governo, ele não representa as Forças Armadas. Elas [as Forças Armadas] representam o Estado brasileiro”, disse Maia.

O presidente da Câmara seguiu ressaltando a diferenciação:

“Esses ministros representam a política do governo Bolsonaro, legítima. Eles não podem misturar o histórico, a carreira deles, uma posição política, com o que representam as Forças Armadas. Não podemos criticar as FAs pelo movimento de um ministro político que foi das FAs”, completou.

Questionado se vê, neste momento, ameaça de ruptura da democracia, Maia disse que não.

“Não vejo nas Forças Armadas nenhum movimento de politização ou apoio político ao governo. Elas têm papel de garantir o Estado, a nossa soberania, e assim deve ser de forma permanente”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp