29/04/2020 às 20h19min - Atualizada em 29/04/2020 às 20h19min

Roberto Jefferson defende guerra civil para manter Bolsonaro

Alçado à linha de frente do bolsonarismo, o ex-deputado Roberto Jefferson, condenado por corrupção, diz que os policiais que apoiam Bolsonaro não aceitarão seu afastamento. “É uma base de leões. Se tiver que ir para luta, vai. Se tiver que defender o chefe, esse grupo vai”.

O ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), condenado por corrupção no chamado “mensalão”", defendeu nesta quarta-feira (29) que um eventual afastamento de Jair Bolsonaro (Sem Partido) da Presidência não deverá ser aceito por policiais, o que pode provocar uma guerra civil.

“Essencialmente, quem faz a base do Bolsonaro? Policial civil, policial militar, bombeiro, policial rodoviário, policial federal, militar na ativa, militar reformado”, disse Jefferson durante live com a apresentadora Leda Nagle pelas redes sociais.

Perguntado sobre o risco de uma ocorrer guerra civil em caso de deposição de Bolsonaro, o ex-parlamentar concordou. “E eu aposto no nosso grupo”, afirmou. “É uma base forte e disposta a luta. É uma base de leões. Se tiver que ir para luta, vai. Se tiver que defender o chefe, esse grupo vai. Eles vão para a rua e vão defender. E nós também”, acrescentou o dirigente do PTB.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp