28/04/2020 às 23h30min - Atualizada em 28/04/2020 às 23h33min

Capital Nacional da Lingerie aposta em máscaras como acessório fashion para atender aos mercados nacional e externo

Sem previsão para sair de moda e fundamentais para se proteger da Covid-19, as máscaras de pano garantem empregos e muito estilo.

Algumas confecções de Juruaia, capital nacional da lingerie, localizada no Sul do estado de Minas Gerais, estão apostando nas máscaras de pano, como uma tendência fashion.

No que depender do polo de moda mineiro, todos os estilos, gêneros, idade e ocasiões serão atendidos. As coleções oferecem modelos com diferentes tecidos como renda e algodão, além da diversidade de cores e estampas florais, geek, tons neutros e desenhos infantis, entre outros.

Com o início da pandemia da Covid-19, as primeiras máscaras fabricadas em Juruaia foram as cirúrgicas, de TNT, produzidas em caráter emergencial para doação, movimentando uma grande corrente de solidariedade que envolveu desde fornecedores de insumos e matéria-prima até transportadoras. Tão logo isso aconteceu, algumas confecções começaram a receber pedidos de máscaras como negócio.

Agora, as confecções estão encontrando na produção de máscaras de pano a possibilidade de girar a economia e garantir empregos.

Conhecida por seu empreendedorismo feminino, com 95% das empresa geridas por mulheres, as máscaras feitas em Juruaia devem seguir o mesmo caminho de suas vendas de moda íntima.

No mercado interno, o produto deve ser comercializado no Brasil inteiro tanto como fonte de renda para vendedores informais e MEIs, quanto como itens de coleções de grandes varejistas. Além disso, poderão ser exportadas para os 15 países que já compram de Juruaia.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp