26/04/2020 às 17h44min - Atualizada em 26/04/2020 às 17h45min

Major Olímpio: acusação de Moro contra Bolsonaro é mais grave que a de Dilma Rousseff

De acordo com o senador Major Olímpio, as chamadas pedaladas fiscais foram apenas um pretexto político para tirar do governo, em 2016, a então presidente Dilma Rousseff, inocentada tanto pelo MP como por uma perícia do Senado. “Pedalada fiscal todos os presidentes fizeram de uma forma ou de outra. Governadores também estão cansados de fazer”, afirmou ele.

Líder do PSL no Senado, o Major Olímpio afirmou que as denúncias feitas pelo ex-ministro da Justiça Sérgio Moro contra Jair Bolsonaro (Sem Partido) são mais graves do que as que resultaram no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), inocentada tanto pelo Ministério Público (MP) como por uma perícia do Senado.

De acordo com o parlamentar, as chamadas pedaladas fiscais foram apenas um pretexto político para tirar a petista do poder.

“A qualquer momento, se você pegar preto no branco, o impeachment é um processo político. Não é criminal. Se você pegasse seis meses antes do impeachment da Dilma e falasse que ela ia ser impedida, ninguém acreditaria. Pedalada fiscal todos os presidentes fizeram de uma forma ou de outra. Governadores também estão cansados de fazer”, disse ele ao site Congresso em Foco.

Segundo Olímpio, “quando houve a ruptura em que o PT e ela disseram para o Eduardo Cunha que ele ia se ferrar sozinho, ele deu andamento à admissibilidade do processo. A partir daí foi questão de tempo”.

“Se for ver a gravidade de fatos, a possibilidade de materialização de conjunto probatório, é muito difícil. Se você tiver ânimo geral... Mas não consigo sentir esse ânimo ainda”, acrescentou.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp