10/04/2020 às 15h26min - Atualizada em 10/04/2020 às 15h26min

14° no ranking do coronavírus, Brasil é o que menos testa dentre os 15 com mais casos

O déficit de testes do coronavírus do Brasil em comparação a outros países que sofrem com a pandemia do coronavírus é estratosférico. O país faz 296 testes por milhão de habitantes; os EUA, mais de 7 mil; a Alemanha, mais de 15 mil por milhão. O Irã faz dez vezes mais testes por milhão que o Brasil.

O Brasil, que ocupa a 14ª colocação dentre os 15 países com mais casos de coronavírus no planeta, é o que menos testa sua população. A diferença é brutal. Enquanto o Brasil faz 296 testes por milhão de habitantes, os EUA fazem mais de 7 mil; a Alemanha faz mais de 15 mil por milhão. A diferença do Brasil é enorme até em relação ao Irã, que testa 10 vezes mais: 2.755 testes por milhão.

Há uma disputa global pelos kits de testes que são produzidos na China, Índia, EUA e países europeus - o Brasil não os fabrica.

O professor de virologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Amilcar Tanuri, coordenador do Laboratório de Virologia Molecular da universidade, disse ao jornal O Globo que o Brasil está “sob a tempestade perfeita”: sofre com falta de infraestrutura para produzir testes, é refém da importação em um mercado sob demanda extrema e pena com a falta de ação do governo federal para resolver o problema: “O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, fez tudo o que podia. Mas falta apoio e uma ação mais incisiva do governo”.

Roger Chammas, da Rede Universidade de São Paulo (USP) para Diagnóstico da Covid-19 (Rudic) afirmou que o Brasil sofre com a falta de investimento em pesquisa: “Esse é o preço que pagamos por jamais termos investido em pesquisa e na indústria de biotecnologia. Agora, temos uma extrema dependência do exterior, uma ameaça gravíssima à nossa soberania”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp