08/04/2020 às 20h46min - Atualizada em 08/04/2020 às 20h47min

Órgão de saúde dos EUA muda orientação sobre uso de cloroquina e hidroxicloroquina por falta de estudos

Agora, o Centro de Prevenção e Controle de Doença aponta apenas que as substâncias “estão sob investigação em ensaios clínicos”.

Nesta quarta-feira (8), o Centro de Prevenção e Controle de Doença dos Estados Unidos (CDC) mudou a redação de um texto que fala sobre o uso de hidroxicloroquina e cloroquina em pacientes com o novo coronavírus.

O trecho “embora dosagem e duração da hidroxicloroquina no tratamento para a Covid-19 sejam desconhecidas, alguns clínicos dos EUA têm reportado”, que constava na página “informações para clínicos sobre opções terapêuticas para pacientes com Covid-19” do site do CDC, desapareceu.

O CDC agora destaca que “não há medicamentos ou outros terapêuticos aprovados pela FDA (agência reguladora) para prevenir ou tratar a Covid-19” e que as substâncias “estão sob investigação em ensaios clínicos”. A mudança teria acontecido após críticas de especialistas que diziam que o CDC não apresentava estudos que comprovassem o que “alguns clínicos dos EUA têm reportado”.

O presidente dos EUA, Donald Trump, tem sido um grande defensor da cloroquina como a “cura” da Covid-19, ainda que não existam estudos científicos que comprovem a real eficácia

A postura de Jair Bolsonaro (Sem Partido) foi bastante influenciada por Trump nesse aspecto. O ex-capitão passou a defender o uso da substância pouco depois do republicano tratá-la como “a cura”. Bolsonaro e seus seguidores tem pressionado o Ministério da Saúde a adotar a cloroquina ainda que a Fiocruz aponte que a droga não faz muita diferença.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp