05/03/2020 às 20h56min - Atualizada em 05/03/2020 às 20h56min

Brasileiros pedem boicote a grandes empresas que apoiam Bolsonaro, mostra reportagem do The Guardian

“Horrorizados com o fanatismo e o autoritarismo de Jair Bolsonaro, os brasileiros estão pedindo boicotes às grandes empresas cujos fundadores ou proprietários apoiam o presidente de extrema direita”, diz o primeiro parágrafo de uma reportagem especial no jornal britânico The Guardian.

A matéria relata uma situação inédita de desespero no Brasil e a consequente preocupação com o mundo: “Bolsonaro frequentemente ataca pessoas LBGT, indígenas e jornalistas e expressa admiração pela ditadura militar, mas o gatilho imediato dos boicotes foi uma manifestação planejada contra as instituições democráticas do país, apoiadas por alguns líderes empresariais - e pelo próprio presidente”.

O professor de jornalismo na cidade de Florianópolis, Edwin Carvalho, 39 anos, diz: “estou tentando combater um sentimento de impotência”. Ele relatou ao jornal britânico que postou uma mensagem em um grupo fechado de Facebook LGBT com 320.000 membros pedindo um boicote à América Latina, toda a cadeia de academias Smart Fit.

Ele ainda disse: “sou professor universitário, jornalista, gay”, disse Carvalho. “Sou tudo o que Bolsonaro mais detesta no mundo”.

Segundo a matéria, “a publicação de Carvalho foi motivada por relatos de que o fundador do Smart Fit, Edgard Corona, havia compartilhado vídeos atacando Rodrigo Maia, presidente da câmara baixa do congresso, no grupo WhatsApp do Brasil 200, uma poderosa organização empresarial”.

O The Guardian ainda destaca que “os apoiadores do presidente estão planejando protestos em todo o país em 15 de março e inundaram a mídia social com memes atacando o congresso - e até propondo um retorno ao regime militar. Vários membros do Brasil 200 - incluindo Luciano Hang, dono declaradamente pró-Bolsonaro da rede de lojas de departamentos Havan - manifestaram apoio às manifestações antidemocratas”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp