24/02/2020 às 14h22min - Atualizada em 24/02/2020 às 14h22min

Líder do motim no Ceará, deputado do PSL almoçou com Bolsonaro horas antes do ataque a Cid Gomes

Conhecido aliado da Polícia Militar do Ceará, deputado estadual André Fernandes estava em Brasília no dia 19 e almoçou com Bolsonaro, conversando sobre a greve. Pouco depois do encontro, em Sobral, o movimento que ele apoia atacou a tiros o senador do PDT.

Como já se tornou costume com a família Bolsonaro, dias depois de um caso de grande comoção na história recente do país aparecem detalhes indicando uma possível ligação de algum membro da família com o ocorrido.

Sabe-se agora que o deputado estadual André Fernandes (PSL), almoçou com Jair Bolsonaro (Sem Partido) em Brasília - DF, justamente na quarta-feira (19) de fevereiro, horas antes do ataque ao senador Cid Gomes (PDT) em Sobral - CE.

Ele discutira com um grupo de policiais grevistas amotinados em um batalhão da cidade, e terminou recebendo dois tiros no tórax.

Além de deputado estadual, André Fernandes é youtuber e filho de um pastor da Assembleia de Deus. Atualmente, está no PSL, mas já assegurou que deixará o partido para se filiar à Aliança Pelo Brasil, partido que Bolsonaro deve oficializar em breve.

Esta não é a primeira “grande coincidência” envolvendo a família Bolsonaro. Semanas atrás, a PM da Bahia assassinou o miliciano Adriano da Nóbrega, ligado a esquemas de corrução que envolvem o senador Flávio Bolsonaro (Sem Partido). A ação ocorreu enquanto Eduardo Bolsonaro estava em Salvador - BA.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp