06/02/2020 às 19h05min - Atualizada em 06/02/2020 às 19h05min

Justiça rejeita denúncia contra Glenn Greenwald em caso dos hackers

Jornalista havia sido acusado de associação criminosa e participação em invasões de celulares, mesmo tendo apenas recebido o conteúdo das conversas, que foram divulgadas no site The Intercept Brasil.

A Justiça Federal rejeitou a denúncia por associação criminosa, interceptação de comunicações e invasão de dispositivo informático apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o jornalista Glenn Greenwald, um dos fundadores do site The Intercept Brasil.

A decisão é do juiz Ricardo Augusto Leite, substituto da 10ª Vara Federal do Distrito Federal e foi proferida hoje. O processo corre sob sigilo de Justiça.

O MPF havia denunciado sete pessoas em 21 de janeiro, entre elas, Glenn - que havia sido acusado de invadir celulares de autoridades brasileiras. A denúncia contra Greenwald, ocorrida no âmbito da Operação Spoofing, aconteceu apesar de o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter proibido investigações sobre o jornalista, em agosto passado, sob o risco de ferir a liberdade de imprensa.

Foram apontadas a prática de organização criminosa, lavagem de dinheiro, bem como as interceptações telefônicas engendradas pelos investigados. Para o MPF, embora Greenwald não seja investigado nem indiciado, ficou comprovado que ele auxiliou, incentivou e orientou o grupo durante o período das invasões.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp