04/02/2020 às 11h55min - Atualizada em 04/02/2020 às 11h55min

Após crise no Enem, governo deve ter nova derrota com carteira estudantil digital

De acordo com o deputado Israel Batista (PV), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, “implodiu as pontes de comunicação com o Congresso”. “Os deputados têm uma percepção negativa do ministro, mesmo os que pertencem a partidos alinhados ao governo. Ele é um mero polemista”, afirma.

Parlamentares do Congresso Nacional avaliam que o governo deve ser derrotado na discussão sobre a Medida Provisória (MP)) da ID Estudantil, prestes a perder a validade.

A MP abriu portas para a emissão de carteirinhas estudantis digitais pelo governo, uma ofensiva contra entidades estudantis como a União Nacional dos Estudantes (UNE), que têm a expedição do documento como uma de suas principais fontes de renda.

De acordo com o deputado Israel Batista (PV), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, “implodiu as pontes de comunicação com o Congresso”. “Os deputados têm uma percepção negativa do ministro, mesmo os que pertencem a partidos alinhados ao governo. Ele é um mero polemista”, afirma.

O deputado Idilvan Alencar (PDT), da Frente Parlamentar Mista da Educação, destaca que “não houve nenhuma movimentação do governo para aprovar [o texto]”". “A gente não discutiu nada sobre isso. Não há diálogo entre o ministério da Educação e o Congresso. Quando veio aqui, ele [Weintraub] gritou, se descontrolou”, disse ele, para quem a permanência de Weintraub no cargo se tornou “inviável”. As entrevistas foram publicados no Portal UOL.

O governo já vem desgastado na área da educação após os erros de correção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que, segundo o ministério da Educação, afetou cerca de 6 mil estudantes.

O aplicativo do governo para a emissão das carteirinhas digitais foi lançado em novembro, mas a lei não é definitiva. As MPs têm de ser aprovadas por maioria simples na Câmara e no Senado em até 120 dias, ou perdem validade. A norma referente à MP da carteirinha digital perde efeito na segunda quinzena de fevereiro.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp