25/01/2020 às 23h25min - Atualizada em 25/01/2020 às 23h25min

Grupo de brasileiros deportados dos EUA viajou com algemas nos pés e nas mãos

“Nunca mais. Não tenho inimigos, mas, se tivesse, não desejaria isso para eles”, declarou Renê Lima, um dos brasileiros deportados, com apoio de Jair Bolsonaro, após decisão de Donald Trump.

Cerca de 50 brasileiros deportados dos Estados Unidos desembarcaram, na sexta-feira (24), no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. Todos vieram da cidade de El Paso, no Texas.

Os brasileiros tentaram entrar ilegalmente nos Estados Unidos, pelo México. No entanto, foram descobertos e estavam presos. “Nunca mais. Não tenho inimigos, mas, se tivesse, não desejaria isso para eles”, declarou Renê Lima, ao jornal O Estado de S. Paulo. Ele afirmou que muitos passageiros viajaram algemados, nas mãos e pés.

O Serviço de Imigração e Fiscalização Aduaneira dos Estados Unidos divulgou que “indivíduos presos e sob custódia das forças federais de segurança estão sujeitos a serem algemados. Fazer isso está totalmente de acordo com as leis federais e as políticas da agência”.

Neste sábado (25), pela manhã, Jair Bolsonaro declarou, em Nova Déli, na Índia, onde se encontra em visita oficial, que é “direito” dos Estados Unidos deportarem brasileiros que entraram no país ilegalmente.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp