25/01/2020 às 12h15min - Atualizada em 25/01/2020 às 12h15min

Padrasto é preso suspeito de provocar incêndio que matou três crianças em Paraty

Homem queria se livrar das crianças para ficar só com a companheira, diz polícia.

Foto: Da esquerda para a direita: Marya Clara, Cauã e Marya Alice/ Arquivo Pessoal

A polícia concluiu neste sábado (25) que o incêndio que matou três crianças em Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro, foi criminoso. O padrasto das crianças foi preso em flagrante suspeito de colocar fogo na casa. As informações são da Polícia Civil.

De acordo com o delegado Marcello Russo, sete testemunhas foram ouvidas para a conclusão do caso, incluindo a avó e a babá das crianças.

Ainda segundo o delegado, a motivação do crime teria sido ciúmes da companheira. O homem queria se livrar delas para ficar só com a mulher. Em depoimento, o suspeito tentou culpar o filho mais novo da companheira, de 5 anos, e disse que ele teria colocado fogo nos colchões do quarto por ser um “menino levado”.

O delegado informou ainda que o homem era usuário de drogas.

O suspeito foi levado para a delegacia de Paraty, onde o caso foi registrado. Ele vai responder por três homicídios qualificados por emprego de fogo, agravados pelo fato das vítimas terem menos de 14 anos, além de tentativa de feminicídio e crime de incêndio em local habitado.

Quatro pessoas estavam na residência quando o fogo começou, na manhã de sexta-feira (24). As crianças foram identificadas pela Polícia Militar como Marya Alice de Almeida Santos da Conceição, de quatro anos, Cauã de Almeida Santos da Conceição, de cinco anos, e Marya Clara de Almeida Santos, de sete anos.

As crianças foram enterradas neste sábado, às 10h, no Cemitério Municipal de Paraty.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp