21/01/2020 às 19h02min - Atualizada em 21/01/2020 às 19h02min

Greenpeace, sobre Paulo Guedes: “mais uma vez gera constrangimento e piora a imagem do país”

Paulo Guedes disse, em Davos, que a pobreza é a maior inimiga do meio ambiente e pobres “destroem porque estão com fome”.

Entidades ligadas à defesa do meio ambiente criticaram as declarações do ministro da Economia do Brasil. Paulo Guedes disse, em Davos, que a pobreza é a maior inimiga do meio ambiente e pobres “destroem porque estão com fome”. O Greenpeace rebateu: “piora a imagem do Brasil”.

A reportagem do Portal UOL destaca que “Luíza Lima, da campanha de Políticas Públicas da ONG (Organização Não Governamental Greenpeace, a fala do governo brasileiro “mais uma vez gera constrangimento e piora a situação da imagem do país”.

A ativista ainda acrescentou: “a fala dele está cheia de equívocos e de imoralidade. Em vez de colocar a pobreza como o pior inimigo do meio ambiente, digo que o maior inimigo dos pobres é a destruição do meio ambiente”.

“Pobres não são responsáveis, são vítimas. Eles sofrem mais os impactos da destruição dos rios, das florestas e dos ecossistemas. São eles os mais vulneráveis a furacões, tornados, enchentes e secas, que aumentam [com a destruição do meio ambiente]”.

A matéria sublinha que “Luíza lembra que a declaração do ministro foi dada justamente no ano em que o fórum trouxe as questões ambientais para o centro das suas discussões”.

E destaca mais um trecho da fala de Luíza Lima: “o ministro tenta vender mais uma vez a narrativa do governo Bolsonaro, que simplifica e distorce a problemática e reforça uma agricultura antiga. Ele diz que o mundo precisa de mais produção de alimentos, mas já existem modelos bem-sucedidos de mais produção e que não dependem de mais desmatamento”.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp