17/07/2022 às 17h06min - Atualizada em 17/07/2022 às 17h06min

Rayssa vira na última manobra e é campeã em Jacksonville

Yumeka Oda faz maior nota da história da street league feminina, mas brasileira acerta um heelfliprockslide no corrimão e vira na última manobra.

Redação
Rayssa Leal é a campeã da etapa de Jacksonville da SLS, com direito a virada na última manobra, acertando um heelfliprockslide na última manobra para ficar com o título por 0.2. Yumeka Oda, que anotou um 9.4, maior nota da história do feminino, ficou com a prata e Pâmela Rosa com o bronze.
 
Yumeka Oda acertou uma manobra espetacular na penúltima chance que teve, chegando ao somatório de 23.0 e colocando a pressão na brasileira para a última tentativa. Fadinha faz parecer fácil lidar com a pressão e, precisando de 7.5 para o título, anotou um 7.6 para virar e ser campeã.
 
A próxima etapa da SLS acontece em um mês, dias 13 e 14 de agosto em Seattle, também nos Estados Unidos. O Super Crown, a decisão da temporada, acontece no Rio de Janeiro, no começo, dias 5 e 6, de novembro.
 
A disputa
A atual campeã mundial Pâmela Rosa começou a final com tudo, usando a velocidade para fazer uma ótima primeira volta e somando um 8.0. Com o novo formato de disputa, que obriga a ter uma nota de volta no somatório final, colocou a brasileira muito bem posicionada logo no começo.
 
Última a se apresentar por ter a melhor nota na semifinal, Rayssa fez uma linha de alto grau de dificuldade, errou a última manobra, mas garantiu a segunda melhor nota depois da primeira rodada com um 7.1, fazendo dobradinha brasileira com a Pâmela.
 
Fadinha fez uma ótima segunda linha, mas errou o flipboardslide de back e não melhorou a nota, mas manteve a segunda posição, com Rosa na liderança. A holandesa Roos Zwetsloot ficou com a terceira posição antes da série de manobras.
 
A primeira rodada de manobras reservou uma polêmica. Pâmela acertou um frontside boardslide, mas a nota não foi contabilizada. Com isso, Rayssa assumiu a ponta depois da primeira rodada com um somatório de 13.0.
 
A explicação oficial para o zero de Pâmela Rosa é que ela não poderia fazer uma mesma manobra única no mesmo elemento que fez durante a volta e por isso foi zerado.
 
Na terceira tentativa, Rayssa Leal acerta um backside flipsmith, a primeira mulher a acertar essa manobra em competição, anota um 8.5 e dispara na ponta da disputa com somatório de 21.5, quatro a mais que a segunda colocada Momiji Nishiya.
 
Pâmela foi para a pressão na última manobra, precisando de 5.6 para ir para o final four e correspondeu. Acertou um smith de back e garantiu mais duas manobras para tentar buscar o título.
 
Na decisão, Yumeka Oda fez história. Anotou um 9.4, a maior nota de todos os tempos da street league feminina, chegou ao somatório de 23.0 e assumiu a ponta da final.
 
Mas é na pressão que a Fadinha entrega sempre. Novamente, ela teve a última manobra e a chance de virar a disputa para conquistar o título e mais uma vez ela conseguiu. Precisando de um 7.5, ela acertou um heelfliprockslide e vira com um 7.6.
 
Confira o resultado final do torneio feminino
  • Rayssa Leal – 23.2
  • Yumeka Oda – 23.0
  • Pâmela Rosa – 17.6
  • Momiji Nishiya – 17.5
Show japonês no masculino
Sora Shirai, de 20 anos, e Yuto Horigome, de 23, colocaram um espetáculo na pista na final masculina. Sora basicamente teve quatro 9-club nas quatro primeiras apresentações, duas voltas e a duas primeiras manobras, uma delas rendeu um 9.6. Com somatório de 27.8, se posicionou muito bem para conquistar o título.
 
Horigome respondeu com dois 9.5 nas manobras e um 9.1 na volta, chegando a 28.1 no somatório de 30 possíveis. O português Gustavo Ribeiro foi quem se manteve na briga durante a maior parte da decisão, indo para o final four em terceiro.
 
Apesar da melhor nota da disputa, Sora Shirai ficou com a prata, o campeão foi Yuto Horigome, o campeão olímpico, que deu show. O brasileiro Felipe Gustavo fez ótima volta, anotando um 8.9, mas não conseguiu acertar nenhuma manobra e terminou na última posição.
 
Confira o resultado final do torneio masculino
  • Yuto Horigome – 28.1
  • Sora Shirai – 27.8
  • Gustavo Ribeiro – 27.1
  • Vincent Milou – 23.7
  • Nyjah Houston – 18.3
  • Dashawn Jordan – 17.8
  • Shane O'Neil – 16.0
  • Felipe Gustavo – 8.9

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp