22/06/2022 às 15h08min - Atualizada em 22/06/2022 às 15h08min

Festa junina – Pratos típicos exigem maior atenção com os dentes

Saiba quais são os cuidados para evitar fraturas na hora de saborear alguns alimentos.

Redação
As guloseimas das festas juninas e julinas são uma delícia. Amendoim, torrão, pipoca, milho, pé de moleque, pinhão, além de bolos, canjicas e tantos outros pratos apetitosos fazem a alegria de adultos e crianças. Mas vale lembrar que a mastigação desses alimentos exige atenção. 
 
Além do açúcar, que é o principal vilão na formação de cáries, presente em boa parte dos pratos típicos das quermesses, existe um outro fator de risco. A rigidez de alimentos como o milho e o pé de moleque podem causar fraturas nos dentes. Por isso, vale a pena seguir as recomendações dos cirurgiões-dentistas, que nesse caso vão um pouco além de evitar o excesso de açúcar e manter a higiene bucal em dia. 
 
Cuidados a mais
As fraturas podem acontecer independentemente da idade ou condição, como explica o cirurgião-dentista Dr. Reinaldo Yoshino, “Não existem dentes fracos, no entanto, algumas situações são mais propensas à fratura, como dentes endodonticamente tratados (popularmente chamado tratamento de canal)”. Segundo ele, no caso de coroas protéticas, facetas ou das tão faladas lentes de contato odontológicas, os cuidados precisam ser maiores para evitar deslocamentos e fraturas que podem, inclusive, comprometer a raiz dos dentes que possuem pinos. “Implantes também sofrem muito com esses alimentos, mesmo próteses tipo protocolo e overdentures”, enfatiza.
 
A orientação do cirurgião-dentista, nesses casos, é para que a mastigação seja feita com calma e, em alguns casos, que se faça o uso de talheres. Os caroços de azeitonas de pastéis, por exemplo, merecem maior cuidado porque podem ser mordidos sem a pessoa perceber. Outro conselho é utilizar sempre os dentes do fundo para mastigar. Ele destaca que os alimentos consistentes e pegajosos, como balas de leite ou doce de leite, por exemplo, também podem causar deslocamento e descolamento de restaurações, coroas ou facetas.
 
Hábitos como o abuso de álcool também são citados por Dr. Reinaldo como um fator de atenção, pois além de fazer mal para a saúde a substância interfere no sono, o que pode aumentar os danos causados pelo bruxismo. Além disso, ele lembra que o álcool altera os sentidos e faz com que a pessoa perca um pouco do discernimento e do cuidado, favorecendo situações como acidentes, os quais podem ocasionar traumas severos, inclusive de origem bucal. 
 
Quebrou! O que fazer? 
De acordo com Dr. Reinaldo, nos casos em que há deslocamento ou descolamento o paciente precisa buscar a orientação de um cirurgião-dentista, seja um atendimento de urgência ou plantão odontológico. “No caso de fratura em que parte do dente é perdido, recomenda-se resgatar o fragmento e levar imediatamente ao consultório ou clínica. Em casos de avulsão, onde o dente sai todo, é importante colocá-lo imerso em leite ou soro fisiológico, sem tentar limpá-lo, e buscar um pronto atendimento de urgência. Alguns profissionais recomendam colocar o dente embaixo da língua, entretanto, é preciso ter muito cuidado, pois nesse caso o paciente pode engolir ou aspirar”. 
 
O cirurgião-dentista lembra, ainda, que nos casos em que o dente sai todo, o que na maioria das vezes acontece nos acidentes com as crianças, é possível reimplanta-lo desde que o atendimento seja rápido e o dente não tenha sido manipulado em excesso. Portanto, fica o alerta: saiu o dente ou quebrou um pedaço? Coloque em um copo de leite ou soro e corra para o consultório. O cirurgião-dentista está plenamente capacitado para diagnosticar e resolver o problema da melhor forma.   
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp