29/04/2022 às 12h47min - Atualizada em 29/04/2022 às 12h47min

Polícia pede prisão do empresário Saul Klein por crimes sexuais contra 14 mulheres

A investigação na Polícia Civil de Barueri – SP começou em 2020, a pedido do MP, após o recebimento de denúncias de estupro, tráfico de pessoas e favorecimento à prostituição.

Redação
A Polícia Civil indiciou e pediu a prisão preventiva, nesta quinta-feira (28), do empresário Saul Klein, por crimes sexuais contra 14 mulheres. Outras nove pessoas suspeitas de envolvimento nos crimes também foram indiciadas.
 
O empresário foi indiciado pelos crimes de organização criminosa, redução à condição análoga à escravidão, tráfico de pessoas, estupro, estupro de vulnerável, casa de prostituição (manter estabelecimento próprio em que ocorria exploração sexual), favorecimento à prostituição ou qualquer tipo de exploração sexual de criança, ou de adolescente, ou de vulnerável.
 
Começo da investigação
Saul Klein tem 68 anos e é filho de Samuel Klein, fundador das Casas Bahia, que morreu em 2014. A Via, atual proprietária das Casas Bahia, informou que Saul nunca possuiu qualquer vínculo ou relacionamento com a companhia. Saul vendeu sua parte societária em 2009 e só em 2010 a Via assumiu a gestão da rede de lojas. A companhia informou ainda que é uma corporação sem acionista controlador ou bloco de controle definido.
 
A delegada Priscila Camargo, titular da Delegacia de Defesa da Mulher de Barueri – SP, afirmou que o inquérito tramita há mais de 15 meses e ainda há outras pessoas a serem indiciadas.
 
A investigação na Polícia Civil de Barueri começou em 2020, a pedido do MP, após o recebimento de denúncias de estupro, tráfico de pessoas e favorecimento à prostituição.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp