05/01/2020 às 10h14min - Atualizada em 05/01/2020 às 10h14min

Ex-mulher de Bolsonaro é investigada por “funcionários fantasmas” no gabinete de Carlos

Ana Cristina Valle, segunda ex-mulher de Jair Bolsonaro, foi chefe de gabinete de Carlos Bolsonaro e vai depor sobre parentes dela que foram nomeados na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, mas moravam em Minas Gerais.

Lotada como chefe de gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (PSC) entre 2001 e 2008, a segunda ex-mulher de Jair Bolsonaro (Sem Partido), Ana Cristina Siqueira Valle, foi convocada a depor pelo Ministério Público (MP), informa o jornal O Globo neste domingo (5).

“Embora tenha gravado vídeo em dezembro dizendo que não era investigada, Ana Cristina é sim alvo de uma investigação por uso de funcionários fantasmas e eventual prática de “rachadinha”, como é conhecida a devolução de salários, no gabinete de Carlos”, conta a reportagem.

“Durante seus mandatos como vereador, Carlos Bolsonaro nomeou sete parentes de Ana Cristina. Parte deles, no período em que ela viveu em união estável com Jair Bolsonaro, entre 1998 e 2008. Dois familiares da ex-mulher de Bolsonaro admitiram para a revista Época nunca ter trabalhado para o vereador, embora estivessem nomeados. Ambos viviam em Minas Gerais. O MP ainda apura suspeitas de que, pelo menos, outros três profissionais nunca deram expediente na Câmara”, explica O Globo.

Magnum Roberto Cardoso, advogado de Ana Cristina, solicitou que o depoimento fosse prestado em Resende - RJ, onde Ana Cristina possui residência e trabalha. O caso tramita sob segredo de Justiça no MP.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp