31/03/2022 às 09h52min - Atualizada em 31/03/2022 às 09h52min

Desistência de Doria abre guerra no PSDB e aliados de Garcia prometem “impeachment em tempo recorde”

Desistência de Doria impacta diretamente no futuro de seu vice, que assumiria a gestão estadual para concorrer ao governo do estado.

Redação
A decisão do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de desistir de sua candidatura à Presidência da República abriu uma “guerra” dentro do partido, informa Vera Magalhães, do jornal O Globo.
 
Aliados do vice de Doria, Rodrigo Garcia (PSDB), prometem promover o impeachment do governador “em tempo recorde” na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) se ele permanecer no cargo.
 
A candidatura presidencial de Doria o obrigava a deixar o governo do estado para iniciar a campanha. A administração paulista, portanto, ficaria sob as mãos de Garcia. Com o recuo, porém, Garcia permanecerá sem o controle do governo, o que irritou o vice e seus aliados.
 
Doria ainda não anunciou oficialmente sua desistência. A previsão é de que ele torne sua decisão pública ainda nesta quinta-feira (31).
 
“Seria uma carnificina a céu aberto no Estado que os tucanos governam desde 1995 ininterruptamente – na verdade, a única seção em que o PSDB ainda é de fato um partido grande”, escreve Vera Magalhães.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp