18/03/2022 às 09h25min - Atualizada em 18/03/2022 às 09h25min

Filiação de Alckmin ao PSB será dia 23, em Brasília – DF

Com a filiação de Alckmin acertada, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fará o convite formal para que Alckmin seja seu candidato a vice-presidente.

Redação
O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin será recebido com uma cerimônia em Brasília – DF para sua filiação ao PSB, no próximo dia 23, junto com outros tucanos que deixaram o PSDB no rastro da mudança do governador.
 
De acordo com Pedro Tobias, ex-presidente do PSDB de São Paulo e um dos alckmistas a troca de partido, será feita uma cerimônia na capital para marcar a adesão de Alckmin, depois do acerto do ex-governador com os socialistas.
 
A conversa definitiva com o PSB aconteceu há cerca de duas semanas, em São Paulo – SP, entre Alckmin e o presidente do partido, Carlos Siqueira. Depois disso, no entanto, o ex-governador se incomodou com o fato de Siqueira ter saído anunciando o acordo, mas, segundo uma fonte, as arestas foram acertadas.
 
Alckmin deve anunciar ele mesmo sua escolha pelo PSB nos próximos dias.
 
Apesar de não ter fechado a formação de uma federação com o PT, o acordo para uma coligação nacional continua de pé, como confirmou o próprio Siqueira na semana passada. Com a filiação de Alckmin acertada, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fará o convite formal para que Alckmin seja seu candidato a vice-presidente.
 
Lula, no entanto, não irá comparecer à filiação de Alckmin. No mesmo dia, o ex-presidente estará em Niterói – RJ, na festa de 100 anos do PCdoB, partido que formará uma federação com o PT.
 
Junto com Alckmin, entrarão no PSB Pedro Tobias, que é ex-deputado estadual, e Floriano Pesaro, ex-deputado federal e ex-secretário de Estado de Alckmin.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp