06/03/2022 às 20h01min - Atualizada em 06/03/2022 às 20h01min

Alckmin pode definir filiação ao PSB na segunda-feira (7)

Cotado para vice de Lula, Geraldo Alckmin se reúne com dirigente do PSB para definir seu destino.

Redação
O ex-governador Geraldo Alckmin, cotado para ocupar a posição de vice na chapa do ex-presidente Lula (PT) nas eleições de outubro, deve finalmente definir o seu destino partidário na segunda-feira (7). Alckmin se reúne com o presidente do PSB, Carlos Siqueira, durante a manhã para possivelmente selar sua ida à legenda.
 
Além de Siqueira, estarão presentes no café da manhã o ex-governador Márcio França, pré-candidato do PSB ao governo de São Paulo, e o prefeito de Recife – PE, João Campos.
 
“Se o ex-governador Geraldo Alckmin realmente resolver se filiar ao PSB, estará dando um passo importante e estratégico no sentido de configurar o que nós consideramos uma frente ampla da esquerda com o centro para as eleições deste ano”, afirmou Siqueira ao portal Socialismo Criativo.
 
“Temos um apreço pessoal muito grande, dada as diferenças que nos separam no ponto de vista ideológico, e o convidamos. Ele foi muito receptivo e ele sabe que aqui no PSB ele só tem amigos, que ele é muito bem-vindo, e que ele pode nesse momento cumprir esse papel que desejamos para fortalecer as forças democráticas e progressistas no sentido de vencer as eleições”, disse ainda o dirigente do PSB.
 
O ex-presidente Lula já afirmou publicamente que gostaria de ter Alckmin como vice e a aliança entre os dois tem avançado. Alckmin se desfiliou do PSDB em dezembro após 33 anos no partido.
 
Diante das divergências entre PT e PSB para a conformação de uma federação partidária, Alckmin chegou a flertar com outros partidos, como PV, PSD e Solidariedade, na intenção de garantir a posição de vice do petista.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp