28/01/2022 às 19h44min - Atualizada em 28/01/2022 às 19h44min

Moro recebeu mais de R$ 3,5 milhões em contrato com a Alvarez & Marsal

TCU apura possível ‘conflito de interesse’ na atuação do ex-juiz da Lava Jato em escritório americano que administra a recuperação judicial de empreiteiras condenadas por ele.

Redação
O presidenciável Sergio Moro (Podemos) recebeu no período em que trabalhou na Alvarez & Marsal um total de US$ 656 mil, cerca de R$ 3,537 milhões pelo contrato de 23 de novembro de 2020 até 26 de novembro do último ano. A informação é do colunista Lauro Jardim do jornal O Globo.
 
O montante foi apresentado pela empresa e por Moro em uma live nas redes sociais, além de entregue ao Tribunal de Contas da União (TCU), ainda nesta sexta-feira (28).
 
A medida tem a intensão de colocar um fim nos rumores após a abertura de investigação no TCU por determinação do ministro Bruno Dantas.
 
No vínculo de Moro com a Alvarez & Marsal, o presidenciável recebia um salário mensal, mais um bônus pela assinatura do contrato. Nesse sentido, Sergio passou a receber outro valor quando iniciou as atividades na empresa, e tudo isso estava previsto no acordo.
 
Apesar disso, no contrato de dois anos com a empresa não estava previsto a remuneração variável. Moro rompeu o contrato faltando um ano para o término, sem o pagamento de multa.
 
Vale lembrar que a contratação de Moro pela Alvarez & Masal Disputas e Investigações ocorreu no momento em que o ex-ministro de Jair Bolsonaro (PL) ainda tentava conseguir o visto de trabalho nos Estados Unidos. Na sequência da contratação, o ex-juiz foi transferido para Washington, onde passou a trabalhar para Alvarez & Marsal Disputes & Investigations LLC.
 
Mesmo assim, no primeiro trimestre, os vencimentos de Moro foram pagos em reais. Posteriormente, em abril, o ex-ministro da Justiça passou a receber em dólar, moeda corrente do país.
 
A empresa A & M Disputas e Investigações é uma subsidiária da holding A&M, a qual detém também a Alvarez & Marsal Administração Judicial. Esta última é a responsável por cuidar da recuperação judicial da Odebrecht.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp