20/01/2022 às 17h35min - Atualizada em 20/01/2022 às 17h35min

Governo de São Paulo começa a aplicar vacina CoronaVac em crianças após liberação da Anvisa e divulga novo calendário

Agência aprovou nesta quinta-feira (20) uso do imunizante na população de 6 a 17 anos, com veto a imunossuprimidos. Com aprovação, calendário estadual passa a contemplar também crianças sem comorbidades.

Redação
O governo de São Paulo começou a aplicar a vacina CoronaVac em crianças nesta quinta-feira (20) e atualizou o calendário de vacinação infantil (veja as datas abaixo).
 
O uso do imunizante contra a Covid-19, produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, foi aprovado para a faixa etária de 6 a 17 anos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no início da tarde.
 
Caetano de Jesus Moreira Graça, de 9 anos, foi o primeiro a receber a vacina, em evento simbólico realizado em uma escola estadual na capital paulista. Cem crianças serão vacinadas na Escola Estadual Brigadeiro Faria Lima, na Zona Oeste da capital, nesta quinta-feira.
 
Com a aprovação da vacina, o calendário estadual de vacinação infantil foi atualizado para contemplar também crianças sem comorbidades. Antes da aprovação da CoronaVac para crianças, o estado de São Paulo restringia a imunização apenas às crianças com comorbidades, quilombolas e indígenas.


Veja o novo calendário estadual de vacinação infantil contra Covid:
  • De 20/01 a 30/01 – Crianças de 9 a 11 anos sem comorbidades.
  • De 31/01 a 10/02 – Crianças de 5 a 8 anos sem comorbidades.
  • Desde 14/01 – Crianças de 5 a 11 anos com comorbidades, indígenas ou quilombolas.
Durante o evento, o governador João Doria (PSDB) afirmou que o estado de São Paulo está preparado para “vacinar 250 mil crianças por dia” a partir desta sexta-feira (21).
 
A vacinação de crianças com a CoronaVac em SP deve ocorrer nos 5.200 pontos de vacinação que atendem os adultos e também em cerca de 300 escolas estaduais habilitadas para vacinação infantil.


A vacinação com idade de 6 a 11 anos podem receber tanto o imunizante do Butantan quanto o da Pfizer, que já havia sido aprovado pela Anvisa. Já as crianças de 5 anos podem ser vacinadas apenas com a vacina da Pfizer. O governo estadual afirma que vai reservar doses desta fabricante para as crianças de 5 anos, e também para as imunocomprometidas.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp