30/12/2021 às 02h00min - Atualizada em 30/12/2021 às 01h52min

Que o ano novo seja um estouro em sua vida!

Para esse ano que se entrega e o próximo que alumia, que tenhamos acima de tudo, generosidade para se fazer melhor, e assim colaborar com todos que cruzarem o nosso caminho!

David Silva

David Silva

É Estrategista de Marketing e fala sobre Neuromarketing, Comunicação , Inovação e Planejamento.

David Silva
Estamos quase à margem de 2022, e com ele muitas dúvidas, uma certa dose de esperança e a expectativa de que mais uma vez a “panela” da vida estará cheia de desafios e oportunidades. Quando era mais novo, certa vez li uma analogia muito propícia para esses tempos de reflexão. Nela, os homens eram comparados ao milho de pipoca; e a vida estaria para eles como a panela de pressão para o milho.
 
A vida, como a panela, estaria a nos esquentar com duras lições, que de tão quentes e dolorosas teriam aparência de morte; quando na verdade, serviriam para tirar de dentro da gente aquilo que cada um tem de melhor a oferecer. É como se a pressão e a fervura trouxessem consigo a força para mostrar a  candura da pipoca. 
 
Ainda segundo a metáfora, também há aqueles que diante das adversidades se comportam feito um “piruá” ¹. Ao serem atingidos pelo calor da panela da vida, endurecem-se; fechando a porta de oportunidades que a vida propõe; e acabam sendo levados para o fundo da panela. Ao final, o processo de fervura os transforma em um pedregulho sem sabor. 
 
O compasso moral da história; ser milho ou piruá era uma questão de livre arbítrio, e a diferença entre o caroço e a pipoca estava na escolha que um e outro fazia. Numa analogia com o cotidiano, inspirados pela analogia, poderíamos dizer que a diferença entre resultados mais ou menos benéficos está na escolha de suportar a intempérie das circunstâncias. 
 
Ocorre que os anos passaram; e aprendi que até mesmo na vida dos cereais as condições muitas vezes tendem a ser desconfortáveis. Há sementes que quando são jogadas na panela carregam consigo imperfeições na casca, podendo haver furos na superfície e rachaduras; que justificam o destino na forma do caroço piruá; mas que ainda assim, estouram e viram pipoca. 
 
O almejado nascimento do ano de 2022, a que já estamos prestes a pular; traz consigo adversidades que exigirão de todos, milhos e piruás; coragem e determinação. Em vista aos acontecimentos recentes não dá pra dizer que será um ano fácil: inflação, desemprego, pandemias, eleições, Copa do Mundo, chegam para pôr ainda mais fervura nessa ebulição. Como não sou de pular onde não dá pé, restou pesquisar boas práticas para aumentar a resistência num momento de tamanha caloria. 
 
A dica para manter a organização e foco nas metas para o ano que logo começa, é desenvolver o hábito da escrita. Sim! A prática de anotar objetivos constata mais eficácia quanto a sua realização; por se tratar de uma atividade de reflexão e prática. Ao se deparar com um desafio eminente, elaborar uma estratégia aumenta a confiança para enfrentar os obstáculos a seguir, e assim aumentam as chances de vencê-los. 
 
Todos adquirem desafios nessa longa estrada da vida, mesmo sem sabermos quando cada um encontrará o seu próprio fim. Para esse ano que se entrega e o próximo que alumia, que tenhamos acima de tudo, generosidade para se fazer melhor, e assim colaborar com todos que cruzarem o nosso caminho! Feliz 2022!
 
¹-) Grão de milho que não rebenta com o calor e não se transforma em pipoca. 
Link
Leia Também »
Comentários »
;
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp