Um ano e um mês de muita incompetência do prefeito cassado de Campo Limpo Paulista, Japim de Andrade e sua equipe

Por: Eduardo Rodrigues

 

O Prefeito cassado de Campo Limpo Paulista – SP, Roberto Antonio Japim de Andrade, Japim de Andrade (PSB) é considerado o pior prefeito da história da cidade, a fama de incompetente é quase unanime.

 

O primeiro ano da administração Japim de Andrade, deixou claro a falta de compromisso, conhecimento em gestão publica e responsabilidade com os recursos públicos do município, tanto dele, quanto de todos que compõem sua equipe de governo.

 

Durante sua gestão o que se vê são, denúncias contra a má administração dos recursos públicos do município como: Improbidade administrativa, enriquecimento ilícito, irregularidades nas licitações e até de incitação ao crime. Um prefeito incompetente, perdido, desorganizado, ditador e prepotente. Resultado disso: Município parado e uma população indignada.

 

“A falta de recursos é a mais ridícula das desculpas quando vemos o uso do dinheiro de forma irresponsável. Inúmeros contratos emergenciais, licitações com valores absurdos, um número alto de comissionados e secretarias desnecessárias são os maiores problemas pra cidade poder avançar e de fato se desenvolver”, diz o jovem Gustavo Marques morador no Distrito de Botujuru.

 

Abaixo os principais acontecimentos da administração Japim de Andrade nesses 13 meses:

  • Mandato Cassado

No dia 11 de setembro de 2017 a Câmara de Vereadores cassou o mandato de Japim de Andrade. Dos 13 vereadores, 9 votaram a favor da cassação. No dia 20 de setembro de 2017, retorna ao cargo com uma liminar (decisão provisória) concedida pelo Desembargador José Helton Nogueira Diefenthäler, da 5ª Câmara de Direito Público.

 

  • Aumento de 23% na passagem dos ônibus da cidade:

O prefeito cassado aumentou a tarifa de ônibus municipal. O preço da tarifa do transporte público na cidade no cartão recarregável que custava R$ 3,50 passou para R$ 4,20, já quem utiliza dinheiro no momento da passagem, ou recebe o vale transporte, paga R$ 4,30.

 

  • Denuncias ao Ministério Público Estadual (MPE):

Japim de Andrade é investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE) em 3 Inquéritos Civis (ICs) e 1 Inquérito Policial (IP)

Confira os dados de cada IC que investiga Japim de Andrade:

Número MP: 14.0227.0000463/2017-7

Tipo de Procedimento: Inquérito Civil – IC

Assunto: Direito Administrativo e Outras Matérias de Direito Público – Atos Administrativos – Improbidade Administrativa – Enriquecimento ilícito

Instauração: 04/07/2017

 

Número MP: 14.0227.0000677/2017-5

Tipo de Procedimento: Inquérito Civil – IC

Assunto: Direito Administrativo e Outras Matérias de Direito Público – Atos Administrativos – Improbidade Administrativa – Violação aos Princípios Administrativos – Licitação / Irregularidade no Procedimento

Instauração: 22/08/2017

 

Número MP: 14.0227.0000679/2017-4

Tipo de Procedimento: Inquérito Civil – IC

Assunto: Direito Administrativo e Outras Matérias de Direito Público – Atos Administrativos – Improbidade Administrativa – Violação aos Princípios Administrativos – Contratação / Dispensa / Inexigibilidade de Licitação

Instauração: 22/08/2017

 

Número MP: 13.0227.0000850/2017-7

Tipo de Procedimento: Inquérito Policial – IP

Assunto: Direito Penal – Crimes Praticados por Particular Contra a Administração em Geral – Desobediência

Instauração: 18/09/2017

 

  • Inquérito da Policia Civil por incitação ao crime, com pena que varia de 3 a 6 meses de prisão:

A Polícia Civil de Jundiaí – SP mandou para o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) inquérito contra, Japim de Andrade após uma perícia técnica confirmar que é a voz dele na gravação que questiona um ex-funcionário da prefeitura por não ter agredido o ex-secretário de administração.

Por: Eduardo Rodrigues

 

O Prefeito cassado de Campo Limpo Paulista – SP, Roberto Antonio Japim de Andrade, Japim de Andrade (PSB) é considerado o pior prefeito da história da cidade, a fama de incompetente é quase unanime.

 

O primeiro ano da administração Japim de Andrade, deixou claro a falta de compromisso, conhecimento em gestão publica e responsabilidade com os recursos públicos do município, tanto dele, quanto de todos que compõem sua equipe de governo.

 

Durante sua gestão o que se vê são, denúncias contra a má administração dos recursos públicos do município como: Improbidade administrativa, enriquecimento ilícito, irregularidades nas licitações e até de incitação ao crime. Um prefeito incompetente, perdido, desorganizado, ditador e prepotente. Resultado disso: Município parado e uma população indignada.

 

“A falta de recursos é a mais ridícula das desculpas quando vemos o uso do dinheiro de forma irresponsável. Inúmeros contratos emergenciais, licitações com valores absurdos, um número alto de comissionados e secretarias desnecessárias são os maiores problemas pra cidade poder avançar e de fato se desenvolver”, diz o jovem Gustavo Marques morador no Distrito de Botujuru.

 

Abaixo os principais acontecimentos da administração Japim de Andrade nesses 13 meses:

  • Mandato Cassado

No dia 11 de setembro de 2017 a Câmara de Vereadores cassou o mandato de Japim de Andrade. Dos 13 vereadores, 9 votaram a favor da cassação. No dia 20 de setembro de 2017, retorna ao cargo com uma liminar (decisão provisória) concedida pelo Desembargador José Helton Nogueira Diefenthäler, da 5ª Câmara de Direito Público.

 

  • Aumento de 23% na passagem dos ônibus da cidade:

O prefeito cassado aumentou a tarifa de ônibus municipal. O preço da tarifa do transporte público na cidade no cartão recarregável que custava R$ 3,50 passou para R$ 4,20, já quem utiliza dinheiro no momento da passagem, ou recebe o vale transporte, paga R$ 4,30.

 

  • Denuncias ao Ministério Público Estadual (MPE):

Japim de Andrade é investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE) em 3 Inquéritos Civis (ICs) e 1 Inquérito Policial (IP)

Confira os dados de cada IC que investiga Japim de Andrade:

Número MP: 14.0227.0000463/2017-7

Tipo de Procedimento: Inquérito Civil – IC

Assunto: Direito Administrativo e Outras Matérias de Direito Público – Atos Administrativos – Improbidade Administrativa – Enriquecimento ilícito

Instauração: 04/07/2017

 

Número MP: 14.0227.0000677/2017-5

Tipo de Procedimento: Inquérito Civil – IC

Assunto: Direito Administrativo e Outras Matérias de Direito Público – Atos Administrativos – Improbidade Administrativa – Violação aos Princípios Administrativos – Licitação / Irregularidade no Procedimento

Instauração: 22/08/2017

 

Número MP: 14.0227.0000679/2017-4

Tipo de Procedimento: Inquérito Civil – IC

Assunto: Direito Administrativo e Outras Matérias de Direito Público – Atos Administrativos – Improbidade Administrativa – Violação aos Princípios Administrativos – Contratação / Dispensa / Inexigibilidade de Licitação

Instauração: 22/08/2017

 

Número MP: 13.0227.0000850/2017-7

Tipo de Procedimento: Inquérito Policial – IP

Assunto: Direito Penal – Crimes Praticados por Particular Contra a Administração em Geral – Desobediência

Instauração: 18/09/2017

 

  • Inquérito da Policia Civil por incitação ao crime, com pena que varia de 3 a 6 meses de prisão:

A Polícia Civil de Jundiaí – SP mandou para o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) inquérito contra, Japim de Andrade após uma perícia técnica confirmar que é a voz dele na gravação que questiona um ex-funcionário da prefeitura por não ter agredido o ex-secretário de administração.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]