53 visualizações

Temer sempre soube e se beneficiou de propina em Angra 3, diz Funaro

O corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro revelou em sua delação premiada já homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, que o presidente Michel Temer sempre soube dos pagamentos de propina envolvendo o contrato de Angra 3 e, inclusive, se beneficiou.

 

Uma matéria divulgada pelo blog Poder em Jogo do jornal O Globo na terça-feira (12) lista ainda quatro pessoas que, segundo o delator, atuavam como operadores de Temer: o ex-assessor do peemedebista, José Yunes; ex-ministro da Agricultura, Wagner Rossi; Marcelo Azeredo; e o coronel João Batista Lima Filho.

 

Yunes seria o principal intermediário e usava a empresa Argeplan, de propriedade do coronel Lima, para lavar os ganhos indevidos com o contrato de Angra 3. O esquema de propinas na obra envolvendo o PMDB já havia sido delatado à Operação Lava Jato por colaboradores ligados às empreiteiras UTC, Andrade Gutiérrez e Camargo Corrêa.

 

Ainda de acordo com o blog, Rossi e Azeredo seriam os operadores das propinas no Porto de Santos – SP.

O corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro revelou em sua delação premiada já homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, que o presidente Michel Temer sempre soube dos pagamentos de propina envolvendo o contrato de Angra 3 e, inclusive, se beneficiou.

 

Uma matéria divulgada pelo blog Poder em Jogo do jornal O Globo na terça-feira (12) lista ainda quatro pessoas que, segundo o delator, atuavam como operadores de Temer: o ex-assessor do peemedebista, José Yunes; ex-ministro da Agricultura, Wagner Rossi; Marcelo Azeredo; e o coronel João Batista Lima Filho.

 

Yunes seria o principal intermediário e usava a empresa Argeplan, de propriedade do coronel Lima, para lavar os ganhos indevidos com o contrato de Angra 3. O esquema de propinas na obra envolvendo o PMDB já havia sido delatado à Operação Lava Jato por colaboradores ligados às empreiteiras UTC, Andrade Gutiérrez e Camargo Corrêa.

 

Ainda de acordo com o blog, Rossi e Azeredo seriam os operadores das propinas no Porto de Santos – SP.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]