Sobe para 31 o número de casos suspeitos de febre amarela em Mairiporã

Subiu para 31 o número de casos suspeitos de febre amarela em Mairiporã – SP. Destes, 11 são óbitos, 17 pacientes estão hospitalizados e 3 tiveram alta, informou a Prefeitura de Mairiporã. Os dados são de 13 de dezembro até a terça-feira (9).

 

Para o coordenador de controle de doenças do Estado de São Paulo, Marcos Boulos, Mairiporã está em estado emergencial. Em reunião na segunda-feira (8), requisitada pela Prefeitura de Mairiporã, ficaram definidas medidas de apoio do governo à cidade, como visitas técnicas às unidades hospitalares.

 

Na terça-feira, a secretária municipal de Saúde de Mairiporã, Grazielle Bertolini, irá receber infectologistas do Hospital das Clínicas de São Paulo e do Instituto de Infectologista Emílio Ribas.

 

Segundo a prefeitura, a equipe levará “suporte técnico para treinamento de médicos e enfermeiros que estão à frente no atendimento de casos suspeitos de febre amarela na cidade”.

 

A cidade não tem uma unidade hospitalar com estrutura para receber doentes graves pela doença. Com isso, após a entrada no hospital municipal de Mairiporã, os pacientes em estado agudo estão sendo transferidos.

 

Segundo a secretária de Saúde de Mairiporã, Grazielle Bertolini, quem tem atendido “de pronto” as transferências é o Hospital Emílio Ribas, mas também há casos com suspeita em outros hospitais. “Estamos também com pacientes no hospital Albano de Franco da Rocha, temos paciente na saúde suplementar no município de Atibaia”, disse ela.

Subiu para 31 o número de casos suspeitos de febre amarela em Mairiporã – SP. Destes, 11 são óbitos, 17 pacientes estão hospitalizados e 3 tiveram alta, informou a Prefeitura de Mairiporã. Os dados são de 13 de dezembro até a terça-feira (9).

 

Para o coordenador de controle de doenças do Estado de São Paulo, Marcos Boulos, Mairiporã está em estado emergencial. Em reunião na segunda-feira (8), requisitada pela Prefeitura de Mairiporã, ficaram definidas medidas de apoio do governo à cidade, como visitas técnicas às unidades hospitalares.

 

Na terça-feira, a secretária municipal de Saúde de Mairiporã, Grazielle Bertolini, irá receber infectologistas do Hospital das Clínicas de São Paulo e do Instituto de Infectologista Emílio Ribas.

 

Segundo a prefeitura, a equipe levará “suporte técnico para treinamento de médicos e enfermeiros que estão à frente no atendimento de casos suspeitos de febre amarela na cidade”.

 

A cidade não tem uma unidade hospitalar com estrutura para receber doentes graves pela doença. Com isso, após a entrada no hospital municipal de Mairiporã, os pacientes em estado agudo estão sendo transferidos.

 

Segundo a secretária de Saúde de Mairiporã, Grazielle Bertolini, quem tem atendido “de pronto” as transferências é o Hospital Emílio Ribas, mas também há casos com suspeita em outros hospitais. “Estamos também com pacientes no hospital Albano de Franco da Rocha, temos paciente na saúde suplementar no município de Atibaia”, disse ela.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]