“Salvem o Parque Santana” em Campo Limpo Paulista

Um bairro esquecido, só lembrado em época de eleições.

 

Os moradores do bairro Parque Santana sofrem com a falta de infraestrutura básica, serviços essenciais e os serviços públicos são reduzidos. O bairro passa por uma situação jurídica que envolve discutir a legalidade do Loteamento, existindo, inclusive, Ação Civil Pública a respeito do assunto, e isso impede que haja liberação de um número predial, fornecido pela Prefeitura, impossibilitando a ligação de água no local.

 

Dos diversos problemas o que preocupa é a questão de jurisdição entre as cidades de Campo Limpo Paulista – SP e Francisco Morato – SP. Os postes de iluminação publica, instalados no local, são de responsabilidade da concessionaria Elektro Distribuidora de Energia de Francisco Morato e o local que foram instalados pertence a jurisdição da cidade de Campo Limpo Paulista e as hastes de iluminação não pode ser realizado por Campo Limpo Paulista, lembrando que os  moradores pagam a taxa de contribuição de iluminação publica e não conseguem ter o serviço pelas razões desse problema de jurisdição. O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é cobrado por Campo Limpo Paulista e a energia elétrica é por Francisco Morato.

 

As Falta dos serviços de correios é outra reclamação dos moradores pois há denominações das ruas  e não há nenhum tipo de sinalização; Além de ser  bastante desagradável ao visitante ou munícipe permanecer desorientado quanto à encontrar endereços, por falta de placas de denominação das vias públicas que é  indispensável para a localização de endereços aos serviços de entrega e de correios.

 

As ruas do Parque Santana, boa parte delas, são de terra e não tem nenhum tipo de infraestrutura para o encaminhamento de águas pluviais e as condições neste momento, após períodos de chuvas, são precárias e impede o serviço de coleta de lixo.

O Bairro tem 10 (dez) pontos de ônibus e 09 (nove) deles estão sem cobertura e sem sinalização, um desrespeito aos moradores e trabalhadores que dependem do serviço de transporte.

Por fazer divisa com a cidade de Francisco Morato o Parque Santana tem uma via pública com grande volume de tráfego, e não há acostamento e calçadas que se encontram tomados por mato, comprometendo a segurança do trânsito do local, principalmente de crianças no período escolar, e a visibilidade dos condutores de veículos que trafegam pelo local.

 

O Bairro precisa de um policiamento ostensivo e patrulhamento devido a onda de furtos de motos e veículos por ser considerado uma rota de fuga para a cidade de Francisco Morato.

 

O vereador Marcelo de Araújo (PR), desde o inicio de seu mandato tem sido a voz dos moradores do Parque Santana, levando as demandas e encaminhando – as ao Executivo por meios de indicações, ofícios e moções; e  realizando reuniões com moradores e também com a prefeita de Francisco Morato Renata Torres de Sene (PRB), para tentar resolver parte dos problemas.

 

“Enquanto parlamentar tenho que buscar todas as formas para atender a população, inclusive em bairros que muitas vezes não é lembrado pela administração publica, que é o caso do Bairro Parque Santana, sabemos, que não será nada fácil a conclusão dos mesmos, mas vou tentar até o último dia de meu mandato”  disse Marcelo de Araújo.

Um bairro esquecido, só lembrado em época de eleições.

 

Os moradores do bairro Parque Santana sofrem com a falta de infraestrutura básica, serviços essenciais e os serviços públicos são reduzidos. O bairro passa por uma situação jurídica que envolve discutir a legalidade do Loteamento, existindo, inclusive, Ação Civil Pública a respeito do assunto, e isso impede que haja liberação de um número predial, fornecido pela Prefeitura, impossibilitando a ligação de água no local.

 

Dos diversos problemas o que preocupa é a questão de jurisdição entre as cidades de Campo Limpo Paulista – SP e Francisco Morato – SP. Os postes de iluminação publica, instalados no local, são de responsabilidade da concessionaria Elektro Distribuidora de Energia de Francisco Morato e o local que foram instalados pertence a jurisdição da cidade de Campo Limpo Paulista e as hastes de iluminação não pode ser realizado por Campo Limpo Paulista, lembrando que os  moradores pagam a taxa de contribuição de iluminação publica e não conseguem ter o serviço pelas razões desse problema de jurisdição. O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é cobrado por Campo Limpo Paulista e a energia elétrica é por Francisco Morato.

 

As Falta dos serviços de correios é outra reclamação dos moradores pois há denominações das ruas  e não há nenhum tipo de sinalização; Além de ser  bastante desagradável ao visitante ou munícipe permanecer desorientado quanto à encontrar endereços, por falta de placas de denominação das vias públicas que é  indispensável para a localização de endereços aos serviços de entrega e de correios.

 

As ruas do Parque Santana, boa parte delas, são de terra e não tem nenhum tipo de infraestrutura para o encaminhamento de águas pluviais e as condições neste momento, após períodos de chuvas, são precárias e impede o serviço de coleta de lixo.

O Bairro tem 10 (dez) pontos de ônibus e 09 (nove) deles estão sem cobertura e sem sinalização, um desrespeito aos moradores e trabalhadores que dependem do serviço de transporte.

Por fazer divisa com a cidade de Francisco Morato o Parque Santana tem uma via pública com grande volume de tráfego, e não há acostamento e calçadas que se encontram tomados por mato, comprometendo a segurança do trânsito do local, principalmente de crianças no período escolar, e a visibilidade dos condutores de veículos que trafegam pelo local.

 

O Bairro precisa de um policiamento ostensivo e patrulhamento devido a onda de furtos de motos e veículos por ser considerado uma rota de fuga para a cidade de Francisco Morato.

 

O vereador Marcelo de Araújo (PR), desde o inicio de seu mandato tem sido a voz dos moradores do Parque Santana, levando as demandas e encaminhando – as ao Executivo por meios de indicações, ofícios e moções; e  realizando reuniões com moradores e também com a prefeita de Francisco Morato Renata Torres de Sene (PRB), para tentar resolver parte dos problemas.

 

“Enquanto parlamentar tenho que buscar todas as formas para atender a população, inclusive em bairros que muitas vezes não é lembrado pela administração publica, que é o caso do Bairro Parque Santana, sabemos, que não será nada fácil a conclusão dos mesmos, mas vou tentar até o último dia de meu mandato”  disse Marcelo de Araújo.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]