Saiba por que a Lava Jato diz que Lula é dono de sítio em Atibaia

A Justiça Federal começa a ouvir na segunda-feira (5), em Curitiba – PR, testemunhas que poderão fornecer informações detalhadas sobre a ligação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com um sítio localizado em Atibaia – SP, cidade a 70 quilômetros da capital paulista.

 

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), por meio da Lava Jato, o petista seria o “dono de fato” da propriedade, que está em nome de um dos sócios do filho do ex-presidente. A acusação alega que Lula teria recebido o sítio para favorecer empreiteiras em licitações da Petrobras.

 

Conheça alguns dos motivos que levam o MPF a crer que o petista seja o dono do sítio:

 

  • Registros de pedágios mostram que, entre 2011 e 2016, carros ligados ao ex-presidente fizeram ao menos 270 deslocamentos ao sítio a partir de São Paulo, média de uma vez a cada quatro dias;
  • Objetos pessoais do petista e da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva foram encontrados na propriedade, tais quais: roupas com os nomes do casal, documentos atribuídos a eles com projetos para o sítio e uma agenda de Lula;
  • Há no local um barco com a inscrição “Lula e Marisa” e mesas com o brasão “LM desde 1974”, em alusão ao ano de casamento de Lula e Marisa;
  • Documentos relativos a compra de pedalinhos foram encontrados no sítio;
  • Segundo o MPF, não há na propriedade objetos pessoais dos proprietários oficiais.

A Justiça Federal começa a ouvir na segunda-feira (5), em Curitiba – PR, testemunhas que poderão fornecer informações detalhadas sobre a ligação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com um sítio localizado em Atibaia – SP, cidade a 70 quilômetros da capital paulista.

 

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), por meio da Lava Jato, o petista seria o “dono de fato” da propriedade, que está em nome de um dos sócios do filho do ex-presidente. A acusação alega que Lula teria recebido o sítio para favorecer empreiteiras em licitações da Petrobras.

 

Conheça alguns dos motivos que levam o MPF a crer que o petista seja o dono do sítio:

 

  • Registros de pedágios mostram que, entre 2011 e 2016, carros ligados ao ex-presidente fizeram ao menos 270 deslocamentos ao sítio a partir de São Paulo, média de uma vez a cada quatro dias;
  • Objetos pessoais do petista e da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva foram encontrados na propriedade, tais quais: roupas com os nomes do casal, documentos atribuídos a eles com projetos para o sítio e uma agenda de Lula;
  • Há no local um barco com a inscrição “Lula e Marisa” e mesas com o brasão “LM desde 1974”, em alusão ao ano de casamento de Lula e Marisa;
  • Documentos relativos a compra de pedalinhos foram encontrados no sítio;
  • Segundo o MPF, não há na propriedade objetos pessoais dos proprietários oficiais.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]