42 visualizações

Rebelião deixa mortos e feridos em presídio de Aparecida de Goiânia

Um grupo de detentos do regime semiaberto faz uma rebelião na tarde da segunda-feira (1º) na Colônia Agroindustrial, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia – GO. A assessoria de imprensa da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) confirmou que há mortos e feridos no local. No entanto, o órgão ainda aguarda a contagem para divulgar números oficiais.

 

O Corpo de Bombeiros informou que existem pelo menos dez feridos. Eles foram encaminhados ao Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa). Ainda não há informações sobre o estado de saúde deles. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (SAMU) também foi chamado para ajudar no socorro médico.

 

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a rebelião foi provocada depois que presos da ala C invadiram a ala B, onde ficam detentos rivais. Neste momento, a unidade prisional foi incendiada.

 

Os bombeiros foram acionados para atuar no combate ao fogo, que formou uma grande nuvem de fumaça.

 

Agentes do Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (GOPE) atuam no local com apoio do Batalhão de Choque e do Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAER), ambos da vinculados à Polícia Militar (PM).

Um grupo de detentos do regime semiaberto faz uma rebelião na tarde da segunda-feira (1º) na Colônia Agroindustrial, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia – GO. A assessoria de imprensa da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) confirmou que há mortos e feridos no local. No entanto, o órgão ainda aguarda a contagem para divulgar números oficiais.

 

O Corpo de Bombeiros informou que existem pelo menos dez feridos. Eles foram encaminhados ao Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa). Ainda não há informações sobre o estado de saúde deles. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (SAMU) também foi chamado para ajudar no socorro médico.

 

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a rebelião foi provocada depois que presos da ala C invadiram a ala B, onde ficam detentos rivais. Neste momento, a unidade prisional foi incendiada.

 

Os bombeiros foram acionados para atuar no combate ao fogo, que formou uma grande nuvem de fumaça.

 

Agentes do Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (GOPE) atuam no local com apoio do Batalhão de Choque e do Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAER), ambos da vinculados à Polícia Militar (PM).

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]