98 visualizações

Quase metade do PSDB já declarou voto a favor de denúncia contra Temer

Já são 21 os deputados do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), que conta com uma bancada de 46 parlamentares, a favor da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer na Câmara.

 

Na segunda-feira (17), mais dois tucanos declararam seus votos: Pedro Torres Brandão Vilela e João Paulo Tavares Papa.

 

Além deles, Heberte Lamarck Gomes Da Silva, Betinho Gomes; Carlos Henrique Focesi Sampaio, Carlos Sampaio; Daniel Pires Coelho; Eduardo Luiz Barros Barbosa, Eduardo Barbosa; Eduardo Pedrosa Cury; Fábio Sousa; Geovania de Sá; Izaque José da Silva; João Gualberto Vasconcelos; Jutahy Magalhães Junior; Antonio Adolpho Lobbe Neto, Lobbe Neto; Mara Cristina Gabrilli; Mariana Fonseca Ribeiro Carvalho de Moraes, Mariana Carvalho; Otavio Santos Silva Leite, Otavio Leite; Pedro Oliveira Cunha Lima, Wherles Fernandes da Rocha, Rocha; Shéridan Esterfany Oliveira de Anchieta, Shéridan Oliveira; Silvio França Torres e Vanderlei Macris já se declaram contra o presidente.

 

Apenas 10 estão do lado de Temer, 8 se disseram indecisos e 7 não responderam. As informações são do jornal O Globo.

 

O partido decidiu liberar a sua bancada para votar sobre o processo e alguns caciques da sigla chegaram a defender a saída do presidente. É o caso de Tasso Ribeiro Jereissati, Cássio Cunha Lima e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

 

Para tentar conter a debandada, Michel Temer passou o último fim de semana telefonando para alguns ministros do partido. O objetivo foi abafar as especulações sobre a troca de ministros, já que as legendas do centrão, após fecharem apoio ao peemedebista, passaram a exigir mais espaço no governo, se aproveitando, para isso, das posições do PSDB.

 

O discurso feito aos tucanos foi de pacificação, e os ministros foram avisados de que, ao menos antes de votada a denúncia em plenário, não há previsão de alterações no primeiro escalão.

Já são 21 os deputados do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), que conta com uma bancada de 46 parlamentares, a favor da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer na Câmara.

 

Na segunda-feira (17), mais dois tucanos declararam seus votos: Pedro Torres Brandão Vilela e João Paulo Tavares Papa.

 

Além deles, Heberte Lamarck Gomes Da Silva, Betinho Gomes; Carlos Henrique Focesi Sampaio, Carlos Sampaio; Daniel Pires Coelho; Eduardo Luiz Barros Barbosa, Eduardo Barbosa; Eduardo Pedrosa Cury; Fábio Sousa; Geovania de Sá; Izaque José da Silva; João Gualberto Vasconcelos; Jutahy Magalhães Junior; Antonio Adolpho Lobbe Neto, Lobbe Neto; Mara Cristina Gabrilli; Mariana Fonseca Ribeiro Carvalho de Moraes, Mariana Carvalho; Otavio Santos Silva Leite, Otavio Leite; Pedro Oliveira Cunha Lima, Wherles Fernandes da Rocha, Rocha; Shéridan Esterfany Oliveira de Anchieta, Shéridan Oliveira; Silvio França Torres e Vanderlei Macris já se declaram contra o presidente.

 

Apenas 10 estão do lado de Temer, 8 se disseram indecisos e 7 não responderam. As informações são do jornal O Globo.

 

O partido decidiu liberar a sua bancada para votar sobre o processo e alguns caciques da sigla chegaram a defender a saída do presidente. É o caso de Tasso Ribeiro Jereissati, Cássio Cunha Lima e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

 

Para tentar conter a debandada, Michel Temer passou o último fim de semana telefonando para alguns ministros do partido. O objetivo foi abafar as especulações sobre a troca de ministros, já que as legendas do centrão, após fecharem apoio ao peemedebista, passaram a exigir mais espaço no governo, se aproveitando, para isso, das posições do PSDB.

 

O discurso feito aos tucanos foi de pacificação, e os ministros foram avisados de que, ao menos antes de votada a denúncia em plenário, não há previsão de alterações no primeiro escalão.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]