29 visualizações

PSDB decide fechar questão pela reforma da Previdência

Depois de longo período exibindo sua divisão interna, a executiva nacional do PSDB decidiu na quarta-feira (13), em uma reunião em Brasília – DF, fechar questão pela aprovação da reforma da Previdência – o assunto central das discussões políticas do momento. Esta é a primeira reunião do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) sob o comando do governador de São Paulo, Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho, Geraldo Alckmin.

 

Houve discussão sobre cobrança de punição aos infiéis, mas não prosperou o que torna a decisão mais simbólica do que efetiva.

 

Segundo um dos tucanos que participou do encontro da executiva nacional, haverá o mesmo comportamento no Senado quando a reforma da Previdência estiver em discussão na Casa.

 

Apesar da decisão, não é possível afirmar quantos votos o PSDB dará à reforma da Previdência.

 

Mas, sem dúvida, a decisão da cúpula do PSDB é uma vitória do governo federal, que vinha cobrando de aliados apoio à reforma, e também do grupo tucano mais próximo ao Palácio do Planalto. E uma decisão que contou com apoio de Geraldo Alckmin, que tornou mais incisivo seu discurso pela reforma.

Depois de longo período exibindo sua divisão interna, a executiva nacional do PSDB decidiu na quarta-feira (13), em uma reunião em Brasília – DF, fechar questão pela aprovação da reforma da Previdência – o assunto central das discussões políticas do momento. Esta é a primeira reunião do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) sob o comando do governador de São Paulo, Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho, Geraldo Alckmin.

 

Houve discussão sobre cobrança de punição aos infiéis, mas não prosperou o que torna a decisão mais simbólica do que efetiva.

 

Segundo um dos tucanos que participou do encontro da executiva nacional, haverá o mesmo comportamento no Senado quando a reforma da Previdência estiver em discussão na Casa.

 

Apesar da decisão, não é possível afirmar quantos votos o PSDB dará à reforma da Previdência.

 

Mas, sem dúvida, a decisão da cúpula do PSDB é uma vitória do governo federal, que vinha cobrando de aliados apoio à reforma, e também do grupo tucano mais próximo ao Palácio do Planalto. E uma decisão que contou com apoio de Geraldo Alckmin, que tornou mais incisivo seu discurso pela reforma.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]