26 visualizações

Polêmico, Mnangagwa toma posse como presidente do Zimbábue

Os 37 anos do regime de Robert Gabriel Mugabe no Zimbábue chegaram oficialmente ao fim na sexta-feira (24), com a posse oficial do presidente interino Emmerson Dambudzo Mnangagwa. O juramento do segundo líder do país, após independência do Reino Unido, em 1980, ocorreu às 11h45, (7h45 em Brasília), em Harare.

 

A cerimônia foi acompanhada por centenas de pessoas, em um estádio lotado. Chefes de Estado de países como Botsuana, Zâmbia e Moçambique estiveram presentes.

 

Mugabe, de 93 anos, renunciou ao cargo na última terça-feira (21), após o Exército do Zimbábue tomar as ruas, com apoio do partido governista. Mnangagwa, de 71 anos, era vice-presidente de Mugabe até os primeiros indícios da revolta militar, quando foi demitido. A ideia do ex-presidente era ser sucedido pela esposa, Grace.

 

Apesar da comemoração popular Mnangagwa é criticado pelo próprio partido por usar a força para conseguir verbas. Pela Organização das Nações Unidas (ONU), já foi chamado de “o arquiteto das atividades comerciais do Zanu-PF”. Em recente entrevista à BBC, veterano de guerra que lutou com o novo presidente no Exército do Zimbábue disse que ele é “muito cruel, muito cruel”.

Os 37 anos do regime de Robert Gabriel Mugabe no Zimbábue chegaram oficialmente ao fim na sexta-feira (24), com a posse oficial do presidente interino Emmerson Dambudzo Mnangagwa. O juramento do segundo líder do país, após independência do Reino Unido, em 1980, ocorreu às 11h45, (7h45 em Brasília), em Harare.

 

A cerimônia foi acompanhada por centenas de pessoas, em um estádio lotado. Chefes de Estado de países como Botsuana, Zâmbia e Moçambique estiveram presentes.

 

Mugabe, de 93 anos, renunciou ao cargo na última terça-feira (21), após o Exército do Zimbábue tomar as ruas, com apoio do partido governista. Mnangagwa, de 71 anos, era vice-presidente de Mugabe até os primeiros indícios da revolta militar, quando foi demitido. A ideia do ex-presidente era ser sucedido pela esposa, Grace.

 

Apesar da comemoração popular Mnangagwa é criticado pelo próprio partido por usar a força para conseguir verbas. Pela Organização das Nações Unidas (ONU), já foi chamado de “o arquiteto das atividades comerciais do Zanu-PF”. Em recente entrevista à BBC, veterano de guerra que lutou com o novo presidente no Exército do Zimbábue disse que ele é “muito cruel, muito cruel”.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]