Maluf deixa sede da PF em SP e segue para cumprir pena na Papuda

O deputado Paulo Salim Maluf (PP), deixou a sede da Polícia Federal (PF) em São Paulo, na sexta-feira (22), por volta das 11h, em direção ao Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília – DF.

 

O deputado se entregou na última quarta-feira (20), para começar a cumprir imediatamente, em regime fechado, a pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão, após ser condenado, em Maio, pelo crime de lavagem de dinheiro.

 

A determinação foi do ministro do Supremo tribunal Federal (STF), ministro Luiz Edson Fachin. O advogado de Maluf, Antônio Carlos de Almeida Castro, o “Kakay”, entrou com recurso no STF, para tentar reverter a decisão, mas a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, negou o pedido.

 

Na Papuda, segundo o jornal O Globo, o deputado deve ocupar o bloco V, da Ala B, do Centro de Detenção Provisória (CDP), uma espécie de setor VIP da penitenciária, destinado a políticos, policiais e idosos.

 

Embora a Subsecretaria do Sistema Penitenciário não tenha confirmado, é possível que o deputado passe a ocupar uma cela individual, equipada com vasos sanitários, na mesma área onde já estão o ex-ministro Geddel Quadros Vieira Lima e o ex-senador Luís Estêvão de Oliveira Neto.

O deputado Paulo Salim Maluf (PP), deixou a sede da Polícia Federal (PF) em São Paulo, na sexta-feira (22), por volta das 11h, em direção ao Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília – DF.

 

O deputado se entregou na última quarta-feira (20), para começar a cumprir imediatamente, em regime fechado, a pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão, após ser condenado, em Maio, pelo crime de lavagem de dinheiro.

 

A determinação foi do ministro do Supremo tribunal Federal (STF), ministro Luiz Edson Fachin. O advogado de Maluf, Antônio Carlos de Almeida Castro, o “Kakay”, entrou com recurso no STF, para tentar reverter a decisão, mas a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, negou o pedido.

 

Na Papuda, segundo o jornal O Globo, o deputado deve ocupar o bloco V, da Ala B, do Centro de Detenção Provisória (CDP), uma espécie de setor VIP da penitenciária, destinado a políticos, policiais e idosos.

 

Embora a Subsecretaria do Sistema Penitenciário não tenha confirmado, é possível que o deputado passe a ocupar uma cela individual, equipada com vasos sanitários, na mesma área onde já estão o ex-ministro Geddel Quadros Vieira Lima e o ex-senador Luís Estêvão de Oliveira Neto.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]