Justiça aceita mais três denúncias contra Cabral

A juíza Caroline Vieira Figueiredo, substituta da 7ª Vara Federal Criminal, aceitou três denúncias contra o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio de Oliveira Cabral Santos Filho, Sérgio Cabral (MDB), feitas pelo Ministério Público Federal (MPF) em dezembro, no âmbito da Operação Calicute.

 

Segundo o jornal O Globo, além de Cabral também viraram réus os ex-secretários Hudson Braga (Obras), Régis Fichtner (Casa Civil), Wilson Carlos (Governo), os operadores Luiz Carlos Bezerra e Wagner Jordão, o empresário Georges Sadala e os dirigentes da empreiteira Oriente, Alex Sardinha e Geraldo André de Miranda Santos.

 

O MPF acusou o ex-governador de ter pedido, junto com Braga, propina em troca de vantagens em obras, no período entre 2010 e 2014. As outras duas acusações dizem respeito à Operação C’est Fini, na qual o empresário Georges Sadala pagava propina em um esquema comandado por Cabral – repasses que, entre 2009 e 2015, chegaram a soma de R$ 1,33 milhão.

A juíza Caroline Vieira Figueiredo, substituta da 7ª Vara Federal Criminal, aceitou três denúncias contra o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio de Oliveira Cabral Santos Filho, Sérgio Cabral (MDB), feitas pelo Ministério Público Federal (MPF) em dezembro, no âmbito da Operação Calicute.

 

Segundo o jornal O Globo, além de Cabral também viraram réus os ex-secretários Hudson Braga (Obras), Régis Fichtner (Casa Civil), Wilson Carlos (Governo), os operadores Luiz Carlos Bezerra e Wagner Jordão, o empresário Georges Sadala e os dirigentes da empreiteira Oriente, Alex Sardinha e Geraldo André de Miranda Santos.

 

O MPF acusou o ex-governador de ter pedido, junto com Braga, propina em troca de vantagens em obras, no período entre 2010 e 2014. As outras duas acusações dizem respeito à Operação C’est Fini, na qual o empresário Georges Sadala pagava propina em um esquema comandado por Cabral – repasses que, entre 2009 e 2015, chegaram a soma de R$ 1,33 milhão.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]