Geraldo Alckmin vistoria obras do Viaduto das Valquírias, 2ª etapa do Complexo Viário de Jundiaí

Essa etapa das obras tem investimento de R$ 123 milhões, totalizando R$ 230 milhões nas duas fases do projeto; viaduto deve ser entregue em julho.

 

O governador Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho, Geraldo Alckmin (PSDB) visitou na terça-feira (30) as obras do Viaduto das Valquírias, segunda etapa do Complexo Viário de Jundiaí – SP, realizada pela concessionária CCR Autoban, com acompanhamento e fiscalização da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). A primeira fase da intervenção foi entregue em novembro do ano passado. A nova etapa compreende, além do viaduto que fará a transposição sobre a Rodovia Anhanguera (SP-330), na altura do km 58,9, melhorias nas marginais naquele trecho. O investimento na atual etapa é de R$ 123 milhões, totalizando aporte de R$ 230 milhões, considerando as duas fases.

 

“São três conquistas importantes para a região, a primeira é a grande obra rodoviária na Rodovia Anhanguera, que está entre as dez melhores autoestradas do Brasil. Hoje é o dia do encontro do viaduto ligando as duas partes da cidade. Deveremos em mais dois meses estar com o viaduto concluído”, disse Alckmin. “É um investimento que vai melhorar muito a mobilidade urbana, a logística, atrair mais empresas e promover o desenvolvimento de Jundiaí e região”, destacou.

 

Os benefícios das obras do Complexo Viário de Jundiaí são muitos, como a melhoria na mobilidade, conforto e segurança tanto para os usuários da rodovia Anhanguera quanto do viário municipal.  Além de melhoria da ligação entre a zona oeste de Jundiaí e a região central do município, com consequente redução do percurso e tempo de viagem. No trecho onde ocorrem as obras passam diariamente 40 mil veículos por sentido, em média, na SP-330.

 

O Viaduto das Valquírias fará a interligação entre as avenidas Osmundo dos Santos Pellegrini e Doutor Jacyro Martinasso, criando uma importante ligação entre bairros como Medeiros, Eloy Chaves e Fazenda Grande e o centro da cidade, retirando esse tráfego da rodovia e principalmente do trevo do km 58. Também haverá melhorias e ordenação das vias marginais sentido Campinas, do km 58,4 ao km 60,2. Haverá implantação de passarela de pedestres e iluminação viária. O prazo contratual para o término das obras da segunda etapa, responsável pela geração de 280 empregos, é julho deste ano.

 

A primeira etapa do Complexo Viário de Jundiaí foi entregue em 15 de novembro do ano passado pelo governador Geraldo Alckmin. Foram implantadas alças de acesso da pista sentido capital da Rodovia Anhanguera para a Avenida 9 de Julho, além de realizadas melhorias e ordenação nas marginais. O investimento nessa etapa foi de R$ 107 milhões. Com a entrega da obra, os ônibus que saem da rodoviária passaram a contar com acesso direto para a pista sentido São Paulo da Anhanguera, melhorando a mobilidade e proporcionando ganho no tempo de viagem. As obras do Complexo beneficiam todos os 410 mil moradores de Jundiaí, além dos próprios usuários da Anhanguera, com ganhos de segurança e fluidez.

Essa etapa das obras tem investimento de R$ 123 milhões, totalizando R$ 230 milhões nas duas fases do projeto; viaduto deve ser entregue em julho.

 

O governador Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho, Geraldo Alckmin (PSDB) visitou na terça-feira (30) as obras do Viaduto das Valquírias, segunda etapa do Complexo Viário de Jundiaí – SP, realizada pela concessionária CCR Autoban, com acompanhamento e fiscalização da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). A primeira fase da intervenção foi entregue em novembro do ano passado. A nova etapa compreende, além do viaduto que fará a transposição sobre a Rodovia Anhanguera (SP-330), na altura do km 58,9, melhorias nas marginais naquele trecho. O investimento na atual etapa é de R$ 123 milhões, totalizando aporte de R$ 230 milhões, considerando as duas fases.

 

“São três conquistas importantes para a região, a primeira é a grande obra rodoviária na Rodovia Anhanguera, que está entre as dez melhores autoestradas do Brasil. Hoje é o dia do encontro do viaduto ligando as duas partes da cidade. Deveremos em mais dois meses estar com o viaduto concluído”, disse Alckmin. “É um investimento que vai melhorar muito a mobilidade urbana, a logística, atrair mais empresas e promover o desenvolvimento de Jundiaí e região”, destacou.

 

Os benefícios das obras do Complexo Viário de Jundiaí são muitos, como a melhoria na mobilidade, conforto e segurança tanto para os usuários da rodovia Anhanguera quanto do viário municipal.  Além de melhoria da ligação entre a zona oeste de Jundiaí e a região central do município, com consequente redução do percurso e tempo de viagem. No trecho onde ocorrem as obras passam diariamente 40 mil veículos por sentido, em média, na SP-330.

 

O Viaduto das Valquírias fará a interligação entre as avenidas Osmundo dos Santos Pellegrini e Doutor Jacyro Martinasso, criando uma importante ligação entre bairros como Medeiros, Eloy Chaves e Fazenda Grande e o centro da cidade, retirando esse tráfego da rodovia e principalmente do trevo do km 58. Também haverá melhorias e ordenação das vias marginais sentido Campinas, do km 58,4 ao km 60,2. Haverá implantação de passarela de pedestres e iluminação viária. O prazo contratual para o término das obras da segunda etapa, responsável pela geração de 280 empregos, é julho deste ano.

 

A primeira etapa do Complexo Viário de Jundiaí foi entregue em 15 de novembro do ano passado pelo governador Geraldo Alckmin. Foram implantadas alças de acesso da pista sentido capital da Rodovia Anhanguera para a Avenida 9 de Julho, além de realizadas melhorias e ordenação nas marginais. O investimento nessa etapa foi de R$ 107 milhões. Com a entrega da obra, os ônibus que saem da rodoviária passaram a contar com acesso direto para a pista sentido São Paulo da Anhanguera, melhorando a mobilidade e proporcionando ganho no tempo de viagem. As obras do Complexo beneficiam todos os 410 mil moradores de Jundiaí, além dos próprios usuários da Anhanguera, com ganhos de segurança e fluidez.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]