24 visualizações

Filha de Roberto Jefferson, Cristiane Brasil será a nova ministra do Trabalho

O presidente Michel Miguel Elias Temer Lulia, Michel Temer (MDB) confirmou na quarta-feira (3) a deputada federal Cristiane Brasil Francisco (PTB) como nova ministra do Trabalho. A parlamentar, filha do ex-deputado e presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson Monteiro Francisco, Roberto Jefferson, condenado no mensalão, substitui o deputado federal Ronaldo Nogueira de Oliveira, que pediu demissão ao presidente no dia 27 de dezembro para se dedicar à campanha eleitoral. Cristiane foi a segunda indicação do PTB para o cargo. Temer recebeu a indicação em um encontro com Jefferson durante encontro no Palácio do Jaburu, em Brasília – DF.

 

O presidente nacional do PTB se disse emocionado e chorou ao falar com jornalistas ao fim do encontro. Jefferson afirmou que o nome da filha surgiu na conversa com Temer.

 

Na terça-feira (2) o presidente havia desistido de nomear o deputado federal Pedro Fernandes Ribeiro (PTB) para a vaga após o ex-presidente José Sarney de Araújo Costa, José Sarney (MDB) não referendar o nome de Fernandes, aliado do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). O deputado havia sido indicado por seu partido para ocupar o lugar de Ronaldo Nogueira. Sarney nega o veto. Temer pediu a Jefferson, então, uma nova indicação do PTB.

 

“O Palácio me avisou que tinha subido no telhado a nomeação do Pedro Fernandes, me ligou pedindo que pensássemos um novo nome por causa do problema de relação do Fernandes com o Sarney”, disse Jefferson, na terça-feira, à reportagem. “O presidente Sarney não concorda com o nome. Ele queria conversar, mas o Fernandes não quis conversar com o presidente Sarney sobre o Maranhão. Então, deu problema”.

O presidente Michel Miguel Elias Temer Lulia, Michel Temer (MDB) confirmou na quarta-feira (3) a deputada federal Cristiane Brasil Francisco (PTB) como nova ministra do Trabalho. A parlamentar, filha do ex-deputado e presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson Monteiro Francisco, Roberto Jefferson, condenado no mensalão, substitui o deputado federal Ronaldo Nogueira de Oliveira, que pediu demissão ao presidente no dia 27 de dezembro para se dedicar à campanha eleitoral. Cristiane foi a segunda indicação do PTB para o cargo. Temer recebeu a indicação em um encontro com Jefferson durante encontro no Palácio do Jaburu, em Brasília – DF.

 

O presidente nacional do PTB se disse emocionado e chorou ao falar com jornalistas ao fim do encontro. Jefferson afirmou que o nome da filha surgiu na conversa com Temer.

 

Na terça-feira (2) o presidente havia desistido de nomear o deputado federal Pedro Fernandes Ribeiro (PTB) para a vaga após o ex-presidente José Sarney de Araújo Costa, José Sarney (MDB) não referendar o nome de Fernandes, aliado do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). O deputado havia sido indicado por seu partido para ocupar o lugar de Ronaldo Nogueira. Sarney nega o veto. Temer pediu a Jefferson, então, uma nova indicação do PTB.

 

“O Palácio me avisou que tinha subido no telhado a nomeação do Pedro Fernandes, me ligou pedindo que pensássemos um novo nome por causa do problema de relação do Fernandes com o Sarney”, disse Jefferson, na terça-feira, à reportagem. “O presidente Sarney não concorda com o nome. Ele queria conversar, mas o Fernandes não quis conversar com o presidente Sarney sobre o Maranhão. Então, deu problema”.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]