53 visualizações

Faturamento anual das operadoras de planos de saúde é maior que o PIB de 19 Estados

O faturamento anual das operadoras de planos de saúde que atuam no Brasil, no valor de R$ 178,4 bilhões, é tão escandalosamente elevado que supera o PIB de 19 Estados, segundo dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

A soma das riquezas dos planos de saúde só não e maior que o Produto Interno Bruto (PIB) dos três Estados do Sul (Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina) e mais São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e o Distrito Federal.

 

O setor de planos de saúde fatura mais que todos os Estados da região Norte. No Nordeste, rivaliza só com a Bahia (R$ 245 bilhões).

 

Com a parceria da Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS), os planos de saúde viram o lucro líquido subir 70% de 2015 para 2016.

 

O poderoso lobby dos planos de saúde acaba emplacando seus ex-empregados em cargos de direção da “agência reguladora” Agência Nacional de Saúde (ANS).

 

Além de controlar vontades no governo, os planos de saúde também investem em campanhas eleitorais. Foram R$ 55 milhões em 2014.

 

Fonte: Site Diário do Poder.

O faturamento anual das operadoras de planos de saúde que atuam no Brasil, no valor de R$ 178,4 bilhões, é tão escandalosamente elevado que supera o PIB de 19 Estados, segundo dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

A soma das riquezas dos planos de saúde só não e maior que o Produto Interno Bruto (PIB) dos três Estados do Sul (Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina) e mais São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e o Distrito Federal.

 

O setor de planos de saúde fatura mais que todos os Estados da região Norte. No Nordeste, rivaliza só com a Bahia (R$ 245 bilhões).

 

Com a parceria da Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS), os planos de saúde viram o lucro líquido subir 70% de 2015 para 2016.

 

O poderoso lobby dos planos de saúde acaba emplacando seus ex-empregados em cargos de direção da “agência reguladora” Agência Nacional de Saúde (ANS).

 

Além de controlar vontades no governo, os planos de saúde também investem em campanhas eleitorais. Foram R$ 55 milhões em 2014.

 

Fonte: Site Diário do Poder.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]