59 visualizações

Ex-general toma “veneno” após ouvir sua sentença em tribunal

Os juízes do Tribunal Penal Internacional (TPI), que tem sede em Haia, na Holanda, suspenderam um julgamento na quarta-feira (29) após um dos condenados em uma ação sobre crimes de guerra na antiga Iugoslávia, Slobodan Paljak, ter bebido o que afirmou ser veneno.

 

O ex-comandante das forças armadas na Bósnia, durante a guerra de 1992 e 1995, teve sua pena de 20 anos de prisão confirmada hoje. Ao ouvir o veredito ele se levantou e gritou “não sou um criminoso de guerra” e bebeu o que afirmou ser veneno.

 

O advogado confirmou a informação e os juízes chamaram uma ambulância para atendê-lo. O ex-comandante foi condenado pelo assassinato e pela perseguição aos muçulmanos durante o conflito.

 

Além de Paljak, outros cinco dirigentes do país durante a guerra estavam na sessão sendo acusados de crimes de guerra, crimes contra a humanidade, violação de leis internacionais e violação da Convenção de Genebra.    No dia 22, o último general sérvio que precisava ser julgado pelos crimes naquele período, Ratko Mladic, foi condenado pelo TPI à prisão perpétua.

Os juízes do Tribunal Penal Internacional (TPI), que tem sede em Haia, na Holanda, suspenderam um julgamento na quarta-feira (29) após um dos condenados em uma ação sobre crimes de guerra na antiga Iugoslávia, Slobodan Paljak, ter bebido o que afirmou ser veneno.

 

O ex-comandante das forças armadas na Bósnia, durante a guerra de 1992 e 1995, teve sua pena de 20 anos de prisão confirmada hoje. Ao ouvir o veredito ele se levantou e gritou “não sou um criminoso de guerra” e bebeu o que afirmou ser veneno.

 

O advogado confirmou a informação e os juízes chamaram uma ambulância para atendê-lo. O ex-comandante foi condenado pelo assassinato e pela perseguição aos muçulmanos durante o conflito.

 

Além de Paljak, outros cinco dirigentes do país durante a guerra estavam na sessão sendo acusados de crimes de guerra, crimes contra a humanidade, violação de leis internacionais e violação da Convenção de Genebra.    No dia 22, o último general sérvio que precisava ser julgado pelos crimes naquele período, Ratko Mladic, foi condenado pelo TPI à prisão perpétua.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]