Demitido, prefeito regional nega falta de dedicação e diz que Doria trabalha “somando milhas voando pelo mundo”

Demitido após ter reclamado da falta de verbas para enchentes, o prefeito regional da Casa Verde/Cachoeirinha, Paulo Cahim, postou uma mensagem nas redes sociais na qual alega ter se dedicado integralmente ao cargo e afirma que o prefeito João Agripino da Costa Doria Junior, João Doria (PSDB) “trabalhou muito, mas somando muitas milhas voando pelo mundo”.

 

“O prefeito Doria trabalhou muito, mas somando muitas milhas voando pelo mundo. Na Casa Verde eu rodei todas as vilas, ruas, praças, becos e vielas, especialmente no fundão da periferia. Não! O sermão não cabe à mim!”, diz o texto.

 

A publicação foi feita no final da tarde da quinta-feira (16), horas após Doria afirmar que os integrantes do seu governo que se queixarem de dificuldades serão demitidos.

 

Cahim finaliza dizendo ter se sentido ofendido com tais declarações. “Insinuar que fui demitido por trabalhar pouco é muito injusto e desleal”.

 

Na quarta-feira (15), a Prefeitura informou, em nota, que a exoneração de Cahim ocorre “por ele ter demonstrado conformismo diante das dificuldades, em lugar de empenho e criatividade na superação dos desafios”.

 

Segundo o prefeito, as críticas devem ser feitas internamente. “Fazer críticas públicas e não trabalhar vai pra casa”.

Demitido após ter reclamado da falta de verbas para enchentes, o prefeito regional da Casa Verde/Cachoeirinha, Paulo Cahim, postou uma mensagem nas redes sociais na qual alega ter se dedicado integralmente ao cargo e afirma que o prefeito João Agripino da Costa Doria Junior, João Doria (PSDB) “trabalhou muito, mas somando muitas milhas voando pelo mundo”.

 

“O prefeito Doria trabalhou muito, mas somando muitas milhas voando pelo mundo. Na Casa Verde eu rodei todas as vilas, ruas, praças, becos e vielas, especialmente no fundão da periferia. Não! O sermão não cabe à mim!”, diz o texto.

 

A publicação foi feita no final da tarde da quinta-feira (16), horas após Doria afirmar que os integrantes do seu governo que se queixarem de dificuldades serão demitidos.

 

Cahim finaliza dizendo ter se sentido ofendido com tais declarações. “Insinuar que fui demitido por trabalhar pouco é muito injusto e desleal”.

 

Na quarta-feira (15), a Prefeitura informou, em nota, que a exoneração de Cahim ocorre “por ele ter demonstrado conformismo diante das dificuldades, em lugar de empenho e criatividade na superação dos desafios”.

 

Segundo o prefeito, as críticas devem ser feitas internamente. “Fazer críticas públicas e não trabalhar vai pra casa”.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]