Datafolha: Maior parte dos brasileiros é contra o porte legal de armas estendido

Mais de 50% dos brasileiros ainda são contra ao porte legal de armas estendido a todos os cidadãos. O dado é de pesquisa Datafolha publicada na noite do domingo (7) pelo site do jornal Folha de S. Paulo.

 

Após consecutivas quedas no índice, ele se manteve estável em relação ao último ano. Em 2013, 68% dos entrevistados se diziam contrários ao porte legal de armas estendido a todos os cidadãos. No ano seguinte, 62% se posicionaram contra a medida, índice que baixou ainda mais, para 55%, no meio do ano passado. Atualmente, 56% das pessoas são contrárias à ideia.

 

Os moradores das capitais brasileiras são os que menos gostam da ideia de pessoas comuns com permissão para posse de armas. O índice de apoio à proibição de porte chegou a 62%, número que se repete nas cidades com mais de 500 mil habitantes.

 

Em relações aos sexos, as mulheres são as que menos concordam com a ideia de mais pessoas tendo porte legal de uma arma – 65% delas são contra. O mesmo posicionamento é visto na maior parte da região Norte, onde 59% dos entrevistaram não concordam com a medida.

 

O Datafolha entrevistou 2.765 brasileiros em 192 municípios. A pesquisa foi realizada nos dias 29 e 30 de novembro de 2017. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Mais de 50% dos brasileiros ainda são contra ao porte legal de armas estendido a todos os cidadãos. O dado é de pesquisa Datafolha publicada na noite do domingo (7) pelo site do jornal Folha de S. Paulo.

 

Após consecutivas quedas no índice, ele se manteve estável em relação ao último ano. Em 2013, 68% dos entrevistados se diziam contrários ao porte legal de armas estendido a todos os cidadãos. No ano seguinte, 62% se posicionaram contra a medida, índice que baixou ainda mais, para 55%, no meio do ano passado. Atualmente, 56% das pessoas são contrárias à ideia.

 

Os moradores das capitais brasileiras são os que menos gostam da ideia de pessoas comuns com permissão para posse de armas. O índice de apoio à proibição de porte chegou a 62%, número que se repete nas cidades com mais de 500 mil habitantes.

 

Em relações aos sexos, as mulheres são as que menos concordam com a ideia de mais pessoas tendo porte legal de uma arma – 65% delas são contra. O mesmo posicionamento é visto na maior parte da região Norte, onde 59% dos entrevistaram não concordam com a medida.

 

O Datafolha entrevistou 2.765 brasileiros em 192 municípios. A pesquisa foi realizada nos dias 29 e 30 de novembro de 2017. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]