42 visualizações

Centrais suspendem greve depois de adiamento da Reforma da Previdência

A Central única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical, União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nova Central e Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) suspenderam a greve nacional marcada para a próxima terça-feira (5), “após o cancelamento da votação da reforma da Previdência no dia 6”.

 

“Diante da informação que a proposta de reforma da Previdência não será votada na próxima semana, decidimos suspender a greve marcada para 5 de dezembro”, diz a nota.

 

A votação da Reforma da Previdência estava prevista para a próxima quarta-feira (6), mas foi adiada para 13 de dezembro, pouco antes do recesso parlamentar. A mudança aconteceu porque o governo não teria atingido o número mínimo para aprovar a reforma.

 

“A pressão do movimento sindical foi fundamental para o cancelamento da votação”, comemoram as entidades, que mantém o “estado de greve”.

A Central única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical, União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nova Central e Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) suspenderam a greve nacional marcada para a próxima terça-feira (5), “após o cancelamento da votação da reforma da Previdência no dia 6”.

 

“Diante da informação que a proposta de reforma da Previdência não será votada na próxima semana, decidimos suspender a greve marcada para 5 de dezembro”, diz a nota.

 

A votação da Reforma da Previdência estava prevista para a próxima quarta-feira (6), mas foi adiada para 13 de dezembro, pouco antes do recesso parlamentar. A mudança aconteceu porque o governo não teria atingido o número mínimo para aprovar a reforma.

 

“A pressão do movimento sindical foi fundamental para o cancelamento da votação”, comemoram as entidades, que mantém o “estado de greve”.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]