Câmara de vereadores analisa na terça-feira, nova denuncia contra Japim de Andrade, prefeito cassado de Campo Limpo Paulista

No dia 11 de Setembro, em uma sessão extraordinária, a Câmara de Vereadores cassou o mandado do prefeito de Campo Limpo Paulista – SP, Roberto Antonio Japim de Andrade, Japim de Andrade (PROS).

 

Dos 13 vereadores, nove votaram a favor da cassação, número mínimo necessário, contra quatro.

 

Desde o dia 20 de Setembro, Japim de Andrade mantém-se no cargo por uma liminar (decisão provisória), concedida pelo desembargador José Helton Nogueira Diefenthäler, da 5ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo.

 

Na próxima sessão da Câmara, terça-feira (21) os vereadores irão analisar novo pedido de cassação do mandato do prefeito, já cassado Japim de Andrade.

 

Na terça-feira (14) foi protocolizado um pedido de cassação do mandato de  Japim de Andrade e na quinta-feira a União dos Servidores e Trabalhadores no Brasil (USTB), através de seu presidente, João Miguel Alves, pediu a abertura de investigação, para apurar denuncia contra Japim.

 

Japim de Andrade exonerou na quinta-feira (9) o funcionário Carlos Rodrigues Ladeira, o Alemão de Botujuru.

 

Carlos Rodrigues diz que, ao receber a informação do Secretário de Esportes, Antonio de Aro Ortega Neto, Toninho Aro que estava sendo exonerado de seu cargo, dirigiu-se ao gabinete de Japim de Andrade, que lhe explicou que quando reassumiu o cargo na prefeitura (sob uma liminar), o ex-diretor de Administração, Tiago Loures M. Silva, estaria saindo da prefeitura com documentos e Alemão não o teria agredido.

No dia 11 de Setembro, em uma sessão extraordinária, a Câmara de Vereadores cassou o mandado do prefeito de Campo Limpo Paulista – SP, Roberto Antonio Japim de Andrade, Japim de Andrade (PROS).

 

Dos 13 vereadores, nove votaram a favor da cassação, número mínimo necessário, contra quatro.

 

Desde o dia 20 de Setembro, Japim de Andrade mantém-se no cargo por uma liminar (decisão provisória), concedida pelo desembargador José Helton Nogueira Diefenthäler, da 5ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo.

 

Na próxima sessão da Câmara, terça-feira (21) os vereadores irão analisar novo pedido de cassação do mandato do prefeito, já cassado Japim de Andrade.

 

Na terça-feira (14) foi protocolizado um pedido de cassação do mandato de  Japim de Andrade e na quinta-feira a União dos Servidores e Trabalhadores no Brasil (USTB), através de seu presidente, João Miguel Alves, pediu a abertura de investigação, para apurar denuncia contra Japim.

 

Japim de Andrade exonerou na quinta-feira (9) o funcionário Carlos Rodrigues Ladeira, o Alemão de Botujuru.

 

Carlos Rodrigues diz que, ao receber a informação do Secretário de Esportes, Antonio de Aro Ortega Neto, Toninho Aro que estava sendo exonerado de seu cargo, dirigiu-se ao gabinete de Japim de Andrade, que lhe explicou que quando reassumiu o cargo na prefeitura (sob uma liminar), o ex-diretor de Administração, Tiago Loures M. Silva, estaria saindo da prefeitura com documentos e Alemão não o teria agredido.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]