47 visualizações

Brasileira é executada pela polícia após ser confundida com assaltante em Portugal

Uma brasileira de 35 anos foi morta na quinta-feira (16) pela polícia de Lisboa após o seu carro ser alvo de dezenas de tiros disparados pelos agentes, que confundiram o veículo da vítima com o utilizado mais cedo em um assalto. Os verdadeiros criminosos conseguiram escapar.

 

De acordo com a mídia portuguesa, a polícia alega que estava realizando uma grande operação de buscas pelo carro usado durante a madrugada por dois assaltantes que roubaram caixas eletrônicos na região da capital quando avistaram o veículo em que Ivanice Carvalho da Costa estava que tinha as mesmas características. No momento da abordagem, a brasileira estava junto com o seu namorado, que a levava para o trabalho, sem carteira de habilitação e documentos do carro. Segundo as autoridades, o veículo do casal furou o bloqueio e colocou em risco a vida dos policiais, que responderam com disparos.

 

Mais à frente, ainda de acordo com o comunicado oficial, o veículo voltou a desobedecer às ordens de outra equipe de policiais, mas acabou sendo interceptado. Nesse momento, os agentes constataram a grave situação de Ivanice, ferida “por impacto de projétil de arma de fogo”.

 

O companheiro da vítima, também brasileiro, foi detido por condução ilegal, condução perigosa e desobediência. O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, pediu às autoridades competentes uma investigação imediata do caso.

Uma brasileira de 35 anos foi morta na quinta-feira (16) pela polícia de Lisboa após o seu carro ser alvo de dezenas de tiros disparados pelos agentes, que confundiram o veículo da vítima com o utilizado mais cedo em um assalto. Os verdadeiros criminosos conseguiram escapar.

 

De acordo com a mídia portuguesa, a polícia alega que estava realizando uma grande operação de buscas pelo carro usado durante a madrugada por dois assaltantes que roubaram caixas eletrônicos na região da capital quando avistaram o veículo em que Ivanice Carvalho da Costa estava que tinha as mesmas características. No momento da abordagem, a brasileira estava junto com o seu namorado, que a levava para o trabalho, sem carteira de habilitação e documentos do carro. Segundo as autoridades, o veículo do casal furou o bloqueio e colocou em risco a vida dos policiais, que responderam com disparos.

 

Mais à frente, ainda de acordo com o comunicado oficial, o veículo voltou a desobedecer às ordens de outra equipe de policiais, mas acabou sendo interceptado. Nesse momento, os agentes constataram a grave situação de Ivanice, ferida “por impacto de projétil de arma de fogo”.

 

O companheiro da vítima, também brasileiro, foi detido por condução ilegal, condução perigosa e desobediência. O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, pediu às autoridades competentes uma investigação imediata do caso.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]