Bebê dado como morto é salvo por motorista de funerária em Osasco

Uma recém-nascida foi dada como morta por um médico do Hospital Alpha Med, em Carapicuíba – SP, na segunda-feira (12). A criança foi socorrida por um motorista de funerária, que levava o bebê para o Instituto Medicina Legal de Osasco – SP. Ao descobrir que estava viva, ele voltou ao hospital com a criança, que foi internada.

 

A mãe da recém-nascida, Ana Caroline da Silva, 18 anos, chegou ao hospital com seis meses de gestação e logo entrou em trabalho de parto. A filha Izabelly nasceu prematura, com cerca de 700 gramas.

 

Após ser dada como morta, Izabelly foi levada para a UTI Neonatal do Hospital Sino Brasileiro, em Osasco, onde permanece internada em estado grave. Em nota, o hospital informou que “o estado de saúde do bebê é grave, porém estável neste momento. Permanece internado na UTI Neonatal por conta de sua prematuridade extrema e recebe todo suporte e cuidados necessários”.

 

Também em nota, o hospital Alpha Med informou que “abriu sindicância interna para apuração dos fatos e afastou os profissionais envolvidos no ocorrido até a conclusão da investigação. Informa ainda que permanece dando toda assistência e apoio à família”.

 

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que “o caso está sendo investigado por meio de inquérito instaurado pelo 1º DP de Carapicuíba. O avô da vítima e o motorista do carro funerário já foram ouvidos e a autoridade policial solicitou ao hospital uma cópia do prontuário de atendimento da criança. Os médicos envolvidos no atendimento ao bebê foram intimados a depor ainda nessa semana”.

Uma recém-nascida foi dada como morta por um médico do Hospital Alpha Med, em Carapicuíba – SP, na segunda-feira (12). A criança foi socorrida por um motorista de funerária, que levava o bebê para o Instituto Medicina Legal de Osasco – SP. Ao descobrir que estava viva, ele voltou ao hospital com a criança, que foi internada.

 

A mãe da recém-nascida, Ana Caroline da Silva, 18 anos, chegou ao hospital com seis meses de gestação e logo entrou em trabalho de parto. A filha Izabelly nasceu prematura, com cerca de 700 gramas.

 

Após ser dada como morta, Izabelly foi levada para a UTI Neonatal do Hospital Sino Brasileiro, em Osasco, onde permanece internada em estado grave. Em nota, o hospital informou que “o estado de saúde do bebê é grave, porém estável neste momento. Permanece internado na UTI Neonatal por conta de sua prematuridade extrema e recebe todo suporte e cuidados necessários”.

 

Também em nota, o hospital Alpha Med informou que “abriu sindicância interna para apuração dos fatos e afastou os profissionais envolvidos no ocorrido até a conclusão da investigação. Informa ainda que permanece dando toda assistência e apoio à família”.

 

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que “o caso está sendo investigado por meio de inquérito instaurado pelo 1º DP de Carapicuíba. O avô da vítima e o motorista do carro funerário já foram ouvidos e a autoridade policial solicitou ao hospital uma cópia do prontuário de atendimento da criança. Os médicos envolvidos no atendimento ao bebê foram intimados a depor ainda nessa semana”.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]