Alckmin inaugura estação Higienópolis-Mackenzie da Linha 4-Amarela do Metrô

Nova Estação Linha 4-Amarela vai facilitar acesso à região da Rua da Consolação, incluindo universidades, espaços de lazer e cultura e Tribunal Regional do Trabalho.

 

O governador Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho, Geraldo Alckmin (PSDB) entregou na terça-feira (23) a 72ª estação de metrô de São Paulo. A estação Higienópolis-Mackenzie faz parte da Linha 4-Amarela, a primeira Parceria Público-Privada do Brasil, que está em operação desde 2010 e desde então já transportou 1,2 bilhão de pessoas.

 

“É uma grande alegria, na antevéspera do aniversário da cidade de São Paulo, essa cidade símbolo da capacidade empreendedora, de trabalho, estarmos entregando mais uma estação de metrô”, celebrou Alckmin. “A Linha Amarela é a mais moderna do Brasil, a primeira pelo sistema driverless”, comentou o governador sobre o sistema de trens automatizados, sem maquinistas.

 

Essa nova estação vai funcionar, inicialmente, de segunda a domingo, das 10h00 às 15h00. Esse formato é chamado de Operação Comercial Restrita e consiste na maturação dos equipamentos e sistemas, como os de alimentação elétrica, sinalização e telecomunicações, permitindo o aperfeiçoamento dos métodos de operação da estação. Esta fase deve durar até o dia 3 de fevereiro, quando o funcionamento da estação será ampliado, operando de domingo a sexta das 4h40 à 0h00, e aos sábados das 4h40 à 1h00, como nas demais estações da rede.

 

Construída pelo Metrô de São Paulo, a Higienópolis-Mackenzie é a oitava estação em funcionamento da Linha 4-Amarela, operada pela concessionária ViaQuatro. Com a estimativa de receber 42 mil pessoas diariamente, ela não irá alterar a extensão da rede metroviária da capital paulista, de 80,4 km, já que fica no trecho intermediário entre as estações República e Paulista, ambas em operação.

Nova Estação Linha 4-Amarela vai facilitar acesso à região da Rua da Consolação, incluindo universidades, espaços de lazer e cultura e Tribunal Regional do Trabalho.

 

O governador Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho, Geraldo Alckmin (PSDB) entregou na terça-feira (23) a 72ª estação de metrô de São Paulo. A estação Higienópolis-Mackenzie faz parte da Linha 4-Amarela, a primeira Parceria Público-Privada do Brasil, que está em operação desde 2010 e desde então já transportou 1,2 bilhão de pessoas.

 

“É uma grande alegria, na antevéspera do aniversário da cidade de São Paulo, essa cidade símbolo da capacidade empreendedora, de trabalho, estarmos entregando mais uma estação de metrô”, celebrou Alckmin. “A Linha Amarela é a mais moderna do Brasil, a primeira pelo sistema driverless”, comentou o governador sobre o sistema de trens automatizados, sem maquinistas.

 

Essa nova estação vai funcionar, inicialmente, de segunda a domingo, das 10h00 às 15h00. Esse formato é chamado de Operação Comercial Restrita e consiste na maturação dos equipamentos e sistemas, como os de alimentação elétrica, sinalização e telecomunicações, permitindo o aperfeiçoamento dos métodos de operação da estação. Esta fase deve durar até o dia 3 de fevereiro, quando o funcionamento da estação será ampliado, operando de domingo a sexta das 4h40 à 0h00, e aos sábados das 4h40 à 1h00, como nas demais estações da rede.

 

Construída pelo Metrô de São Paulo, a Higienópolis-Mackenzie é a oitava estação em funcionamento da Linha 4-Amarela, operada pela concessionária ViaQuatro. Com a estimativa de receber 42 mil pessoas diariamente, ela não irá alterar a extensão da rede metroviária da capital paulista, de 80,4 km, já que fica no trecho intermediário entre as estações República e Paulista, ambas em operação.

Posts Recentes: Popular Mais

Sobe para 18 os mortos em acidente com ônibus que levava universitários em SP

Subiu para 18 o número de mortos em um grave acidente com um ônibus da Companhia União Litoral, que capotou na noite de quarta-feira (8) na Rodovia Mogi-Bertioga. Havia pelo menos 46 pessoas a bordo. Segundo informações dos bombeiros e da Polícia Civil, o motorista está entre os mortos e 31 pessoas ficaram feridas.   […]

Guilherme Campos (PSD) é nomeado presidente dos Correios

O presidente Michel Temer (PMDB) nomeou Guilherme Campos Júnior (PSD) para exercer o cargo de presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) da quinta-feira (9). Campos substituirá Giovanni Correa Queiroz, que foi exonerado ainda por Dilma Rousseff, em maio, na semana de seu afastamento […]